quinta-feira, 12 de maio de 2016

Os Nodos Lunares através das Casas, por Howard Sasportas

A Lua circunda a Terra a cada mês, cruzando o plano da eclíptica duas vezes: uma, quando ascende do sul para o norte, e outra, duas semanas depois, quando desce do norte para o sul, do lado oposto do zodíaco. O ponto ascendente é o norte, também conhecida como Rahu, Caput draconis ou Cabeça do dragão. O ponto descendente é o nodo sul, também chamado de Ketu, Cauda draconis ou Cauda do dragão. O nodo lunar norte e o nodo lunar sul caem sempre em signos e casas opostos.

Uma vez que os nodos da Lua ocorrem quando a Lua cruza a aparente passagem do Sol em torno da Terra, eles simbolicamente unem o Sol, a Lua e a Terra. Visto dessa maneira, as casas iluminadas pelo eixo nodal indicam as esferas da vida onde podemos fundir ou integrar com sucesso os princípios complementares do Sol e da Lua dentro da personalidade. Uma breve recapitulação dos conflitos inerentes ao modo de proceder do Sol e da Lua mostrará com mais clareza a função dos nodos.

Ishtar, a típica deusa lunar, era adorada como "a que tudo aceita". Às vezes representada como uma prostituta que "se entregava" a qualquer pessoa que passasse, suas imagens eram colocadas nas janelas dos lares da antiga Babilônia. De maneira indiscriminada e sem escolher, Ishtar estava sempre bem com o que acontecia. Se se sentia alegre, entregava-se à alegria; se sentia dor, entregava-se à dor. Nesse sentido, a Lua é identificada com as emoções e os sentimentos e com as necessidades instintivas do corpo.

Agindo fora de hábitos adquiridos ou de impressões guardadas na memória, a Lua representa um puxão para trás, para o passado. Experiências passadas condicionam nossas expectativas e nosso comportamento ulterior. Se quando crianças só tivemos a atenção total de nossa mãe quando estávamos doentes, então a impressão que ficou e que está gravada no inconsciente é a de que, para sermos notados, temos de ficar doentes. Mais tarde, na vida, podemos instintivamente ficar doentes quando achamos que precisamos de atenção. Nesse sentido, a Lua é repetitiva e "preguiçosa". Mas muitas das impressões de memória da Lua guardadas do passado podem ser usadas mais tarde; o modo de proceder da Lua permite-nos sacar de um reservatório de sabedoria instintiva — adquirida não só na primeira infância, mas herdada de nosso passado ancestral e animal, e codificada em cada célula de nosso corpo. A casa ocupada pelo nodo lunar sul é uma esfera na qual, para o bem ou para o mal, agimos instintivamente e por hábito.

Complementando o princípio da Lua, o Sol representa o Herói. O herói não se deixa necessariamente seduzir pela deusa Lua. O Sol ou o caráter heróico é uma proposta da vontade — o "instrumento do futuro" — enquanto a Lua se alinha com a memória — "o instrumento do passado".1 A vontade sugere resolução, determinação e autogeração, em vez de um comportamento reativo. Resistindo ao puxão do passado, o Sol tem o poder de provocar mudanças, efetua a escolha e, espontaneamente, inaugura uma série de ações sucessivas. Enquanto a Lua é varrida por sentimentos e instintos, o Sol prefere criar a situação como lhe convém, guiado pelo rumo que quer tomar. A casa em que se encontra o nodo lunar norte requer o exercício do caráter heróico do Sol. Esta área da vida é um novo campo de experiência indicado para nós, para ser explorado e conquistado. Desenvolver-nos nesta área traz à tona potencialidades intocadas e aumenta o nosso repertório de habilidades. Ao alcançar este domínio, criamos novas experiências para nós mesmos e geramos novas possibilidades. O esforço para dominar e expandir a nós mesmos nesse espectro de vida inspira um profundo senso de propósito e de direção.

Pode-se fazer uma analogia entre os nodos lunares norte e sul com o cérebro humano. Uma parte do cérebro guarda aquilo que é congênito e instintivo e serve para manter o organismo. No entanto, uma outra área do cérebro - o córtex cerebral - é um desenvolvimento de evolução mais recente. O córtex não é necessário para manter a vida; ele pode ser removido e ainda assim os processos vitais, tais como o funcionamento do coração, da digestão, os pulmões e o metabolismo, vão continuar. O córtex serve a um propósito diferente e, no entanto, muito importante — ele governa as mais altas capacidades psicológicas dos humanos, tais como o pensamento, a imaginação e a organização de experiências. Com o desenvolvimento do córtex cerebral, não somos mais obrigados a ter uma vida instintiva e estereotipada, mas ganhamos a capacidade de sermos auto-reflexivos. O córtex capacita-nos a ter a consciência de que estamos conscientes. Podemos imaginar diversas possibilidades e escolher a desejada.2 Pode parecer que o nodo lunar sul corresponde à parte instintiva do cérebro, enquanto o nodo lunar norte está ligado ao córtex cerebral.

Para abrir a porta para a casa do nodo lunar norte, primeiro precisamos superar a tendência de ficar em demasia, ou de sermos sugestionados, na área da vida, pelo posicionamento oposto, a casa do nodo lunar sul. O nodo lunar sul é o domínio das capacidades já desenvolvidas. Como a deusa da Lua, somos levados instintivamente, e por hábito, a essa esfera. Ele serve como uma espécie de lugar de descanso, uma área da vida onde podemos digerir as experiências e recarregar nossas baterias antes de embarcar para um território novo e desconhecido. É meu dever enfatizar que muitos dos padrões pré-codificados e a capacidade do signo e posicionamento por casa do nodo lunar norte são, sem nenhuma dúvida, preciosos e não devem ser descartados e negligenciados indevidamente. Mas algumas dessas tendências podem estar gastas e ainda são seguidas porque é mais fácil. A porta da casa do nodo lunar sul abre-se facilmente e podemos escapar inconscientemente para dentro de seu domínio a fim de evitar o problema do crescimento em outras direções. Entrar na casa do nodo lunar norte dá mais trabalho; a chave é virada pelo exercício da vontade e pelo esforço da escolha. Pessoas preguiçosas não passam nem pela sua soleira.

As casas trazidas à baila pelo eixo nodal fornecem-nos os campos de experiência que nos despertam para o conflito arquetípico entre o comportamento inconsciente habitual (a Lua) e a escolha consciente (o Sol). O nodo lunar sul representa aquilo que já estava na bagagem quando a jornada começou. Nós o temos à nossa disposição. O nodo lunar norte aponta para novas aquisições e para a prosperidade que podemos adquirir pelo caminho, contanto que estejamos dispostos a pagar o preço e a fazer o esforço de comprar. Esta não deve ser uma situação entre isto-ou-aquilo, entre as esferas dos nodos lunares norte e sul. É possível e preferível uma situação do tipo isto-e-aquilo. Mas se o campo de experiência associado ao nodo lunar sul é excedido à custa do nodo lunar norte, então o crescimento é vagaroso. Nós não pegamos nada de novo durante a trajetória.


Nodo Lunar Norte na 1ª Casa, Nodo Lunar Sul na 7ª

Essas pessoas deveriam aprender a ficar de pé sobre seus próprios pés, tomando decisões e fazendo escolhas baseadas naquilo que necessitam ou querem para si mesmas. Elas têm de honrar quem são. A linha de menor resistência permite que outros as dominem e se ajustem demais tentando ser o que os outros precisam ou querem que elas sejam.


Nodo Lunar Sul na 1ª Casa, Nodo Lunar Norte na 7ª

Essas pessoas têm a tendência de viverem demais para si mesmas, só olhando para fora à procura do Número Um. Precisam aprender mais sobre cooperação e compromisso, adaptando-se mais facilmente ao que os outros necessitam e requerem, especialmente em relacionamentos íntimos e no casamento.


Nodo Lunar Norte na 2ª Casa, Nodo Lunar Sul na 8ª

Tais pessoas deveriam desenvolver seus próprios recursos e valores em vez de confiar nos recursos e valores alheios. Há a necessidade de ganhar dinheiro por seus próprios meios, mesmo que possam viver sem problemas com o que ganham de outros. Desta forma, desenvolvem um sentido mais verdadeiro de seu próprio valor. Há uma necessidade de entender a si mesmas e de aceitar o mundo da forma e da matéria.


Nodo Lunar Sul na 2ª Casa, Nodo Lunar Norte na 8ª

Nesta situação, as pessoas podem ter sistemas de valores muito rígidos, que precisam ser alterados levando em consideração os pontos de vista e as crenças de outras pessoas. Alguns podem achar que, permitir que outros os ajudem ou mantenham seja um sinal de fraqueza, e que a auto-suficiência em tudo é a prioridade. Deveriam tentar ajudar os outros a desenvolverem um maior sentido de valor próprio. Podem ter de aprender que dores e crises, antes de serem coisas a evitar a qualquer custo, muitas vezes trazem oportunidades para crescimento e mudanças positivas.


Nodo Lunar Norte na 3ª Casa, Nodo Lunar Sul na 9ª

Existe a necessidade de desenvolver a capacidade de pensar de modo racional e lógico em vez de ser dirigido demais pela fé cega. Sua visão intuitiva pode ser boa; o problema é integrá-la à vida de todo dia. Vale a pena explorar todas as possibilidades que têm à mão e aquilo que o ambiente próximo tem a oferecer, antes de correr para longe à procura do que querem.


Nodo Lunar Sul na 3ª Casa, Nodo Lunar Norte na 9ª

Pode haver ênfase demais na mente racional e lógica e ter de desenvolver o lado mais intuitivo, criativo e sensível do cérebro. Há o perigo de ser provinciano demais, e eles deveriam expandir seu conhecimento explorando outras culturas e sistemas de crença, não ficando apenas naquelas que conheceram durante a infância.


Nodo Lunar Norte na 4ª Casa, Nodo Lunar Sul na 10ª

O crescimento vem através de "trabalho interior" do self. Em vez de ficar se aquecendo com as realizações alheias, na berlinda, essas pessoas deveriam dar um tempo para desenvolver as esferas privadas e pessoais da vida, especialmente no ambiente familiar. Explicando: o lar e a alma não deveriam ser negligenciados pelo sucesso mundano. São encorajadas atividades que alimentem a vida sentimental da pessoa e que aumentem seu autoconhecimento psicológico.


Nodo Lunar Sul na 4ª Casa, Nodo Lunar Norte na 10ª

É necessário aventurar-se para fora da base do lar e equilibrar tendências a introspecções mórbidas ou a esconder o self, encontrando empregos ou carreiras que de algum modo sirvam à coletividade. No mapa de uma mulher, isso indica que ser apenas dona-de-casa não é suficiente. Tendências à reclusão ou à introversão podem rivalizar com a necessidade de desenvolver o sentido da própria autoridade, poder e utilidade através de uma carreira.


Nodo Lunar Norte na 5ª Casa, Nodo Lunar Sul na 11ª

Há necessidade de desenvolver mais a própria criatividade dando mais expressão espontânea ao self e aos sentimentos. O que quer que aumente o seu sentido de ser especial e único pode ser encorajado, em vez de se misturar à multidão. Assumir metas e objetivos comunitários em vez de definir suas próprias necessidades e desejos pode vir em detrimento da individuação. Explicando melhor: é mais fácil ser levado pelos outros do que manter-se de pé por si mesmo.


Nodo Lunar Sul na 5ª Casa, Nodo Lunar Norte na 11ª

Estas pessoas deveriam ser encorajadas a se envolver em empreendimentos grupais. Existe a necessidade de desenvolver um conhecimento social e/ou político, de promover uma causa comum, em vez de ficar preocupado apenas com seus próprios casos e interesses.


Nodo Lunar Norte na 6ª Casa, Nodo Lunar Sul na 12ª

É preciso prestar mais atenção ao eficiente e prático direcionamento da vida de cada dia. Não aceitar as responsabilidades da existência mundana pode provocar muito sonho acordado ou o secreto desejo de serem libertados, salvos e mantidos pelos outros. Desenvolver e aprimorar suas qualidades, talentos, recursos e capacidades práticas proporcionará mais satisfação. O corpo precisa ser cuidado e respeitado.


Nodo Lunar Sul na 6ª Casa, Nodo Lunar Norte na 12ª

É preciso mais simpatia e compreensão para com os outros a fim de equilibrar uma natureza por demais crítica e julgadora. Tais pessoas podem ser controladas e racionais demais, só acreditando naquilo que pode ser visto, provado, medido ou testado. O "coração" precisa ser aberto para que se sintam ligadas a algo maior que elas próprias. Neste sentido, a vida se torna mais rica e significativa.