terça-feira, 22 de novembro de 2016

Mercúrio na 12ª Casa, por Howard Sasportas

Mercúrio não caminha exatamente para a 12ª Casa; ele "cai dentro" dela. E, como Alice, encontra-se num país estranho, deparando-se com coisas pavorosas, úteis e fascinantes.

Antes de mais nada, um Mercúrio de 12ª Casa tenta fazer uma ponte entre as mentes consciente e inconsciente a fim de integrar no conhecimento consciente aquilo que opera nas ocultas profundezas da psique. Isso envolve um processo duplo. Primeiro, quem tem este posicionamento precisa aventurar-se nos reinos imaginários do inconsciente embora não escolham dar este primeiro passo; mas isso não importa. Aquilo que está oculto, mais cedo ou mais tarde vai aparecer para pegá-los. Segundo, uma vez dentro deste reino, têm de olhar ao seu redor, anotar tudo que vêem e depois voltar. Se eles ficam presos ali, esquecendo-se de voltar ou incapazes de fazê-lo, então outra pessoa deve ser chamada para salvá-los.

O que significa tudo isso? Quem tem Mercúrio nesta posição, através da introspecção, da busca da alma, da psicoterapia, da boa literatura ou da interpretação de sonhos, tem necessidade de explorar o inconsciente para descobrir o que os faz vibrar. Dependendo dos aspectos de Mercúrio, uma parte daquilo que está guardado ali vai ser útil e produtivo e vai valer a pena trazê-lo à superfície. No entanto, alguma coisa terá que ser peneirada ou coada e escolhida, especialmente impressões aprendidas e reminiscências do passado que, sejam elas lembradas conscientemente ou não, distorcem e obscurecem como sendo uma interpretação de informações recebidas no presente. A fim de ver o que se encontra à sua frente de uma forma mais clara, eles terão de fazer uma limpeza nos despojos do começo da vida (ou seria de vidas anteriores?) que confundem sua percepção e conhecimento imediatos.

Lixo não coletado, depois de um certo tempo, começa a cheirar mal. Se eles não pegarem uma parte desses detritos e a converterem em adubo, a ação solvente que a 12ª Casa tem, em qualquer planeta que se encontre nela, começa a ter efeito: neste caso, a mente (Mercúrio) entra em colapso. Eu disse que, se Mercúrio não se aprofunda, tudo o que está ali no fundo aflora e o apanha. Mercúrio na 12ã Casa pode ocasionalmente sofrer pensamentos intrusos de natureza obsessiva e perturbadora. Se ele está mal aspectado, poderia resultar numa paranóia e num medo de que os outros estejam tramando algo contra eles. Pessoas e fatos inocentes serão distorcidos para dar ênfase a estas fantasias.

Planetas na 12ª Casa não conhecem seus limites. O problema de Mercúrio nesta posição é: "Afinal, de quem é esta mente?" Uma abertura a pensamentos e correntes ocultas no ar dificulta saber quais são seus próprios pensamentos e quais os que pertencem aos outros. Na verdade, algumas pessoas com Mercúrio na 12ª podem ser tão temerosas de "perder a cabeça" que compensam isso sendo super-racionais, somente acreditando naquilo que pode ser estatisticamente provado ou testado. Este posicionamento também dá uma mente dissimulada que oculta aquilo que pensa dos outros. No entanto, se Mercúrio não está muito mal aspectado, há habilidades psíquicas, uma imaginação viva e um acesso à sabedoria acumulada do passado.

O imaginativo autor que ganhou o Prêmio Pulitzer, Ernest Hemingway, nasceu com Mercúrio em Leão na 12ª Casa regendo Virgem no Ascendente e Gêmeos na cúspide da 10ª, a casa da carreira. O produtor e ator de cinema Orson Welles é outro brilhante talento com enorme imaginação; ele nasceu com Mercúrio em Touro na 12ª, em sextil exato com Júpiter em Peixes na 10ª. O muitas vezes divinamente inspirado ator, lorde Olivier, também tem Mercúrio na 12ª, regendo Gêmeos no Ascendente e Virgem na cúspide da 5ª Casa, a da auto-expressão criativa.

Conheci algumas pessoas com Mercúrio na 12ª inseguras a respeito de suas habilidades mentais. Pode ser que elas entendam muito mais do que consigam exprimir em palavras ou tenham dificuldades de aprendizado ou educação. Inversamente, as que têm Mercúrio nesta posição às vezes são envolvidas em ajudar outras com problemas de fala, de leitura, de audição ou de mobilidade. Seja qual for o planeta que se encontre na 12ª Casa, ele não está ali apenas para a nossa ruína ou destruição; podemos muitas vezes usar essas energias para ajudar ou servir aos outros. É possível que haja sacrifícios a fazer por irmãos ou irmãs, ou então algo inusitado no relacionamento com eles.

Fala-se da 12ª Casa como a "casa da auto-sustentação" ou da autodestruição. Mercúrio nesta posição poderia significar que pensamentos negativos tendem a ser o fundamento de muitos problemas, e, neste caso, aprender a usar a mente e a imaginação de uma forma mais positiva poderia ser exatamente o ingrediente necessário para transformar obstáculos em bênçãos.

Gêmeos na cúspide da 12ª adverte que os pensamentos claros podem ser obscurecidos por complexos emocionais inconscientes a serem examinados. O lado positivo é que pode normalmente "botar para fora" suas dificuldades ou, como Ulisses, sair de situações difíceis através de artimanhas e espertezas. Virgem na cúspide da 12ª é dada a pensamentos compulsivos de obsessão. Com medo de parecerem bobas ou aloucadas, pessoas com esta posição demonstram ter receio de relaxar e se deixar ir. Muitas vezes fazem julgamentos rígidos demais sobre seus ideais de perfeição e se refugiam em sentimentos de inadequação. Esta sensibilidade a tudo o que é fraco ou defeituoso (imperfeito) pode ser transformada e usada para se ajudar a si mesmo ou a outros onde seja mais necessário.