segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Plutão na 3ª Casa, por Howard Sasportas

Como Urano e Netuno nesta casa, Plutão na 3ª Casa anseia transcender os limites normais da mente ou do intelecto. Este posicionamento costuma propiciar uma mente profunda, penetrante e incisiva, capaz de "atravessar como um raio laser" qualquer matéria. Pode haver interesse em percepção extra-sensorial ou um desejo de expor e falar livremente sobre temas que outros consideram tabus (tais como sexo e morte). Suas mentes estão muito bem preparadas para qualquer forma de pesquisa ou de estudos profundos. Alguns podem procurar o conhecimento pelo poder e pela superioridade que ele dá sobre os outros e sobre o ambiente. Ocasionalmente, dão à luz idéias capazes de ter um efeito transformador sobre a sociedade. Martinho Lutero, o autor da Reforma, parece ter nascido com Plutão na 3ª Casa em Libra. Mary Baker Eddy, a fundadora da Christian Science Church, também tinha Plutão nessa casa.

Eles podem ter certo poder com as palavras. William Butler Yeats, o Prêmio Nobel irlandês de poesia que tinha uma profunda inclinação mística, nasceu com Plutão na 3ª Casa regente de Escorpião na 9ª, a casa da filosofia. (O poeta Robert Browning, autor de versos famosos e imortais, também tem o tolerante Plutão na 3ª Casa.) No entanto, a força de Plutão pode ser usada também de maneira desleal, e quem tem este posicionamento muitas vezes é conhecido por sua língua afiada e aguda sensibilidade para saber onde fica a fraqueza de outra pessoa. É possível que humores negativos se insinuem, e eles podem ser sufocados por pensamentos obsessivos, como se suas próprias mentes os traíssem. Seus pensamentos tendem a tornar-se muito destrutivos, e alguns ficarão com medo de falar por receio daquilo que vai sair. Outros escondem o que se passa no seu interior, pois expor-se torná-los-ia demasiado vulneráveis.

A 3ª Casa cobre o ambiente da primeira infância e os anos de crescimento. Quando crianças, todos tínhamos dificuldades em distinguir entre o que queríamos e a crença de que realmente fizemos a proeza. Exemplo típico, o do menininho que tem raiva da irmã porque ela está recebendo uma atenção maior; ele tem um rápido pensamento de que deseja que ela morra. Digamos que no dia seguinte a irmã cai de uma árvore e quebre uma perna. O menino em questão pode comparar esse desejo negativo que teve, com o acidente e acreditar que seu mau pensamento foi o responsável pela queda. Tomando toda ou uma parte da culpa sobre si, ele se sentirá culpado e temeroso de ser descoberto e punido pelo mal feito. Quando crescemos, não somos tão onipotentes, mas os que têm Plutão na 3ª Casa ainda podem guardar medos e culpas dos poderes de seus pensamentos e das más ações que fizeram ou que fazem acontecer ao seu redor. O ator Peter Fonda nasceu com Plutão em Leão na 3ª Casa. Lois Rodden (The American Books of Charts) cita que, quando ele tinha dez anos, sua mãe se suicidou. Pouco tempo depois ele se deu um tiro no estômago e em conseqüência disso foi submetido a um tratamento psiquiátrico com a idade de onze anos. Tudo isso é muito plutoniano, e é possível que ele estivesse tentando se punir por alguma culpa guardada com relação à morte da mãe. É possível que pecados secretos como estes atormentem uma criança ou um adolescente com Plutão na 3ª Casa, e ele ou ela podem ter medo de contar isso a alguém. E onde existe vergonha e culpa, andarão por perto o ódio e a raiva. Obviamente, os pais daqueles com Plutão na 3ª Casa devem tentar criar um ambiente no qual a criança se sinta segura para falar sobre o que se passa na sua mente, em vez de permitir que pensamentos e sentimentos perturbem-nas internamente por tempo demasiado.

O primeiro ambiente pode ter sido vivenciado por quem tem esse posicionamento como desgastante e insuportável, e pode deixar a impressão de que eles têm de se guardar constantemente contra os outros. Eles não costumam esquecer facilmente uma desfeita, e podem ficar ressentidos por muito tempo. O relacionamento com irmãos normalmente é complicado e dominado por tendências de sexualidade, competição e intriga. Este posicionamento muitas vezes é indício de dificuldades com vizinhos e problemas no início da vida escolar. Para alguns, ser mandado para a escola é revoltante e sentido como uma espécie de banimento ou punição por alguma transgressão imaginária.
Mesmo as viagens curtas podem ser cansativas. Eles podem chegar à casa de amigos para um tranqüilo fim de semana no campo e descobrir que entraram no enredo de uma novela de Agatha Christie.

Quem tem Plutão na 3ª Casa tem força no plano mental, e quando assume uma certa postura diante de outra pessoa, "aperta" a pessoa a tal ponto que ela inevitavelmente põe para fora suas projeções. Por esse motivo, quando ele quer que o comportamento de alguém mude, pode tentar alterar o contexto no qual está vendo essa pessoa. E um fato básico da vida que a atenção traz, consigo, energia.