quarta-feira, 27 de julho de 2016

Graus de Leão, por Dane Rudhyar



LEÃO    IX. O MOMENTO DE CERTEZA

1° SOB TENSÃO EMOCIONAL, O SANGUE AFLUI PARA A CABEÇA DE UM HOMEM
Um símbolo básico do Homem: entrada forçada, perigosa, nos domínios da Alma. Transbordamento irresistível de self. Atividade per se.

2° A ESCOLA FECHADA POR UMA EPIDEMIA, CRIANÇAS BRINCAM JUNTAS
Resultado construtivo das inconveniências da vida no desenvolvimento de valores comunais. Autossensitividade. Subtração de coisas
.
3° MULHER MADURA, COM CABELO RECÉM-ONDULADO, OLHA NO ESPELHO
Sensação de ser livre da velhice e compreensão do valor da juventude. Autocriação e independência do fado. Força de vontade.

4° HOMEM IDOSO CONTEMPLA CABEÇA DE ALCE NA PAREDE DO SALÃO DO CLUBE
Autodesenvolvimento pelo cultivo de atividades masculinas. Subserviência do indivíduo ao padrão social de comportamento. Gosto.

5° FIGURAS SUGESTIVAS, MASSAS DE GRANITO SOBRESSAEM DO DESFILADEIRO
Permanência de elementos básicos na natureza sob mudanças e ênfases temporárias. Resistência. Continuidade de autoconhecimento.

6° A BELA ANTIQUADA E A MOCINHA SE ADMIRAM MUTUAMENTE
Compreensão de valor subjetivo imutável além das aparências mutáveis. Intercâmbio de simpatias. Autoconsciência ampliada.

7° AS CONSTELAÇÕES BRILHAM NA ESCURIDÃO DO CÉU DESERTO
Sensação de assombro primordial e respeito diante da vida. Fé insaciável num ser espiritual complementando o nosso. Compreensão.

8° PROLETÁRIO, ARDENDO DE PAIXÃO SOCIAL, AGITA MULTIDÕES
Fermentação dos materiais iniciais de uma nova ordem por uma visão forçosa nascida de repressão e infortúnio. Revolução.

9° SOPRADORES DE VIDRO FORMAM FORMAS INCANDESCENTES COM SUA RESPIRAÇÃO
O poder formativo da alma em momentos de intensidade emocional. Autoexpressão controlada. Arte como um fato espiritual.

10° ORVALHO DO AMANHECER BRILHA QUANDO O SOL INUNDA OS CAMPOS
Frescor de resposta espontânea à vida e às emoções. Leveza que eleva na experiência; ou então charme superficial.

11° CRIANÇAS BRINCAM SOB O IMENSO CARVALHO, ABRIGADAS DO SOL
O poder seguro e protetor das bases ancestrais contra emoções. Avaliação de reserva cultural inata.

12° UMA FESTA DE JARDIM ESTÁ EM PLENA VIBRAÇÃO SOB LANTERNAS JAPONESAS
Fácil contato entre almas humanas em momentos de relaxamento da tensão. Análise ou desperdício de si mesmo por conveniência social.

13° VELHO CAPITÃO DE NAVIO DESCANSA NUMA BELA CASINHA PERTO DO MAR
Recompensa pelo crescimento de áreas externas para internas. Serenidade através da superação de tempestades. Brandura autoconquistada. Retiro.

14° COMO UM QUERUBIM, UMA ALMA HUMANA SUSSURRA, BUSCANDO MANIFESTAR-SE
O desejo de ser, de sofrer e de crescer que traz o Espírito à Terra. Dar-se de alma inteira. Anseio por experiência.

15° O MARDI GRAS ENCHE AS RUAS DE NOVA ORLEANS
Liberação espetacular, dramática, de energias subconscientes. Autoexaltação por aprovação social. Autoindulgência e permissividade.

LEÃO    X. O MOMENTO DE INTERPRETAÇÃO

16° REFRESCADOS POR UM TEMPORAL, CAMPOS E JARDINS AQUECEM-SE AO SOL
Um retorno a valores depois de uma grande crise de vida. Poder purificador do sofrimento superado. Maestria de esforço — ou indiferença.

17° CORO DE IGREJA VOLUNTÁRIO FAZ DE UM ENSAIO UM EVENTO SOCIAL
Utilização de instintos humanos normais como um fundamento para empreendimento elevado. Participação laica em Mistérios. Alegria na fé.

18° QUÍMICO CONDUZ UMA EXPERIÊNCIA DIANTE DE SEUS ALUNOS
Aplicação prática de princípios à vida comum. Iluminação ativa, ou despertar forçado para potencialidades internas.

19° UMA BARCA TRANSFORMADA EM CLUBE ESTÁ APINHADA DE FOLIÕES
O poder transformador da alegria pura sobre a existência rotineira. Companheirismo humano no esforço por tornar a vida mais feliz, mais livre.

20° ÍNDIOS AMERICANOS EXECUTAM UM RITUAL MAJESTOSO PARA O SOL
O chamado instintivo e tradicional do homem As energias vitais básicas pedindo apoio. Sensação de conveniência de comportamento. Adoração.

21° PÁSSAROS DOMÉSTICOS, INTOXICADOS, REVOAM EM TENTATIVAS TONTAS
Primeira compreensão instável do ser espiritual. Inspiração forçada que o ego não pode sustentar. Falsa autointoxicação.

22° UM POMBO-CORREIO DESCE AO ALVORECER DIANTE DE SEUS DONOS
O retorno das energias da alma ao self central após uma experiência significativa. Aventurar-se. Iluminação prática.

23° 0 CAVALEIRO MONTADO EM PELO NUM CIRCO COMOVE MULTIDÕES EXCITADAS
A supremacia dada ao ser humano que dominou seus sentidos e suas emoções. Plena utilização de poderes interiores. Audácia.

24° UM IOGUE, COM PODERES TRANSCENDENTES — MAS DESALINHADO, DESPENTEADO
Ênfase espiritual em detrimento do refinamento exterior. Focalização interna de energias. Autoabnegação. Caráter.

25° UM HOMEM, SÓ, OUSADAMENTE ATRAVESSA O DESERTO A CAMELO
Superioridade de conhecimento e vontade sobre a natureza hostil. Autocontrole mental. Força espiritual para enfrentar o carma passado.

26° QUANDO A LUZ ATRAVESSA AS NUVENS, FORMA-SE UM ARCO-ÍRIS PERFEITO
Promessa de imortalidade consciente após a extinção de coisas inúteis. Ligação espiritual através de tensão emocional. Bênção.

27° NO LESTE, A LUZ AUMENTA LENTAMENTE, APAGANDO AS ESTRELAS
Poder transformador de impulsos criativos à medida que levam ideias à manifestação concreta. Agitação oportuna. Poder de alma.

28° MIRÍADES DE PÁSSAROS, EMPOLEIRADOS NUMA ÁRVORE GRANDE, CHILREIAM FELIZES
Natureza social de experiência quando o homem encontra sustentação numa totalidade maior de ser. Autoexpressão comum, coletiva.

29° SEREIA ESPERA PRÍNCIPE QUE A TORNARÁ IMORTAL
Desejo puro de uma nova ordem de individualidade. Ponto crítico na "evolução emergente". Perspectiva; ou uma sensação de incompetência.

30° UMA CARTA NÃO SELADA CHEIA DE NOVIDADES VITAIS E CONFIDENCIAIS
Fé básica na bondade de toda a vida. Certeza impensada ou desejo de ver o fundo de todas as coisas. Confiança.


_______________________________________________________________
Extraído do livro Astrologia da Personalidade, de Dane Rudhyar.