sexta-feira, 31 de março de 2017

Uma Explicação Simplificada do Tarot Cabalístico e Sua Formação

Aqui no caso é tarot cabalístico. A teoria toda é aplicada à Árvore da Vida. As cartas numeradas (arcanos menores) são explicadas conforme a sua posição na Árvore da Vida, são o que se chamam de Séfiras, dentro dos 4 mundos: Paus (Fogo-Espírito), Copas (Água-Emoções), Espadas (Ar-Intelecto) e Pentagramas (Terra-Matéria).

Os Arcanos Menores são são 10 cartas de cada Mundo que correspondem às 10 séfiras da Árvore da Vida. Começando com o 10 embaixo e culminando com o Ás, em cima da árvore. Claro que isso tudo tem os nomes em hebraico, que eu não sei de cor. Tudo tem uma lógica e uma razão de ser. E o Wang usa os 4 decks mais usados e com vinculação com a maçonaria.

Veja a figura abaixo. Ela representa a Árvore da Vida de um Mundo. Repare que existem círculos numerados de 10 a 1, de baixo para cima. Embaixo estão os planos inferiores, acima, os planos superiores. Esse círculos se chamam séfiras e os números de 1 a 10 são os arcanos menores. Existem 4 Árvores da Vida, uma para cada Mundo. Cada Mundo é representado por um naipe do deck de tarot, que correspondem aos 4 elementos.




A seguir apresento a ordem dos Mundos Superiores para os Mundos Inferiores: Paus Fogo, ou plano do Espírito; Copas, ou Água, ou Plano das Emoções; Espadas, ou Ar ou Plano do Intelecto; e Pentagramas, ou Terra ou Plano da Matéria. Assim se forma os arcanos menores dos 4 naipes do deck. Cada um em seu Mundo.

Repare que existem linhas que unem as Séfiras. Essas linhas são caminhos para atingir as Séfiras Superiores. Esses caminhos são os Arcanos Maiores do tarot.