quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Júpiter na 3ª Casa, por Howard Sasportas

Na 3ª Casa, Júpiter tem muito a dizer. Na melhor das hipóteses, a energia e a inspiração que aparece em pensamentos ou palavras pode ser comunicada e canalizada para os outros, que são então "incendiados", estimulados e expandidos por aquilo que os que têm Júpiter nesta casa querem compartilhar ou tornaram acessível. Na pior das hipóteses, eles ficam falando sem parar, mais preocupados com a quantidade do que têm a dizer do que com a qualidade, fazendo uma pausa aqui e ali para saborear a maravilha do gênio de suas descobertas.

Júpiter na 3ª Casa também expande a mente. Uma vez que isso confere uma enorme abundância de pensamento sobre qualquer assunto ou uma mente que está literalmente em tudo, também confere uma sabedoria bastante grande para enquadrar qualquer pequeno acontecimento que ocorre à sua volta num enquadramento ou numa perspectiva bem mais amplos. Mesmo quando enfocados em algo específico, eles não perdem a idéia do que está acontecendo por trás disso e ao seu redor. Alguns podem ler um livro apressadamente pensando que quanto mais rápido acabem de ler esse livro mais cedo poderão ler o próximo. Por outro lado, outros acham que apenas uma sentença é o bastante para transportá-los numa jornada para outros mundos — eles nunca terminam o livro que estão lendo. Da mesma maneira, pode haver uma tendência para "ler demais" naquilo que outra pessoa fala ou diz, e acabam fazendo um monte Olimpo de um moinho.

Uma das principais preocupações de Júpiter é encontrar a maior realização. Na 3ª Casa, o conhecimento pode ser adorado como um Deus que lhes oferece sempre mais alegria e domínio sobre a vida, inclinando os que têm esse posicionamento a exibir uma necessidade quase insaciável para aprender. Algumas vezes esta posição é tomada como "o eterno estudante". Para eles, a vida é um imenso quebra-cabeças, e quanto mais peças conseguem encaixar umas nas outras, melhor. Cada vez que duas peças se encaixam, uma espécie de orgasmo mental é vivido. Alguns acham que têm de dar a volta ao mundo dezesseis vezes para conseguir algum conforto, enquanto outros aprendem mais cedo ou mais tarde que é suficiente e pode acontecer entre a porta de casa e a agência de viagens mais próxima.

Uma vez que quem tem Júpiter na 3ª é expandido pelo que quer que esteja à sua volta, este posicionamento normalmente indica um bom relacionamento com irmãos, vizinhos etc. Às vezes, há grande número de tios, cunhados, sogros etc. No entanto, aspectos difíceis de Júpiter podem manifestar uma forte rivalidade entre parentes ou a adoração como herói de um irmão mais velho ou de uma irmã, e um futuro desapontamento se o que se esperava dele era demais. Pessoas que viajaram ou trocaram de residência muitas vezes na infância e na adolescência também têm este posicionamento de Júpiter. Em geral, a primeira escolaridade não é considerada muito chata, mas até bem-vinda como uma oportunidade para ampliar os horizontes além daquilo que a família já ofereceu. Escrever, ensinar, proferir palestras, estudar, viajar e o conhecimento de línguas deveriam ser encorajados.