domingo, 19 de fevereiro de 2017

Ascendente em Peixes, por Adrian Ross Duncan

É uma pessoa sensível e impressionável, muito consciente da
infelicidade e do sofrimento do mundo, que muitas vezes sente
como lugar agreste e cruel. Pode ser fortemente atraído por
diferentes áreas profissionais mas, se perseguir ativamente os
seus sonhos, encontrará sucesso e satisfação nas áreas
criativas. Tem uma tremenda imaginação e uma sintonia fina
com as influências sutis no ambiente ao seu redor. Tudo isso
pode dar-lhe talento para a música ou as artes plásticas, para o
cinema, ou ainda para a publicidade. Como dá mostras de que
se importa muito com as outras pessoas, talvez venha a
inclinar-se para uma profissão de vocação assistencial. Porque
também prefere viver um tanto afastado da vida mundana,
pode ter qualidades para trabalhar em uma instituição privada,
ou em algum ramo que lhe proporcione paz e isolamento. De
um modo geral, é uma pessoa pouco prática, principalmente
porque não vê por que razão deveria aceitar as chamadas
realidades da vida. Muitas vezes, o resultado dessa maneira
peculiar de encarar a vida será sentir-se sozinho e
incompreendido.

É uma pessoa um tanto sonhadora. Algumas experiências
menos afortunadas ou imerecidamente infelizes durante a sua
infância podem ter provocado em você tendências a adiar
assuntos indesejáveis, numa atitude que usualmente
chamamos de "fugir pela tangente". Por outro lado, você é
dotado de imaginação extremamente fértil e manifesta
considerável empatia tanto com os que lhe estão próximos
quanto com os completamente estranhos. Emana uma
impressão sensível e vulnerável, mas ao mesmo tempo exibe
um entendimento e uma aceitação que as outras pessoas
acham muito tranquilizadores.

Se for capaz de superar a sua sensação íntima de solidão e a
sua tendência para o martírio, poderá ajudar de verdade os
outros. Nunca manifesta tendência para dominar e tem uma
aptidão que chega a parecer sobrenatural para se sintonizar
totalmente com os sentimentos das outras pessoas. Em um
relacionamento, você força muitas vezes seu parceiro a cuidar
dos detalhes práticos, o que pode gerar atrito, já que você
parece deixar ir tudo para o brejo. Um maior esforço e mais
organização da sua parte poderiam anular a tensão.