domingo, 19 de fevereiro de 2017

Plutão na 10ª Casa (Escorpião no Meio-do-Céu), por Howard Sasportas

Se tomamos a 10ª Casa como representando a mãe, então Plutão nesta posição pode mostrar uma mãe sombria, ameaçadora e capaz de destruí-los. Ela pode ser considerada uma bruxa, ou alguém primitivo, rude e manipulador. Eles tendem a sentir na mãe um ódio intenso e uma frustração ou sexualidade contida emanando dela. Sentem como se a mãe estivesse sempre ali, observando-os, mesmo que não esteja fisicamente presente. Enfim, ela é considerada perigosa e não confiável. No entanto, na realidade, ela pode não ser esse tipo de pessoa, mas a criança com Plutão nessa casa, em certos casos pode vivenciá-la predominantemente desse modo. Ou às vezes a morte prematura ou a perda da mãe são a raiz de futuros problemas na vida.

Como já foi dito na análise geral da 10ª Casa, nossas primeiras experiências com a mãe (nosso primeiro invólucro) contribuem para a maneira como vamos nos relacionar com o invólucro maior da sociedade. Se a imagem associada a uma mãe plutônica negativa é projetada no mundo, então essas pessoas vão temer que o mundo seja um lugar perigoso que tentará destruí-los. Alguns com esse posicionamento tendem a reagir a isso fugindo da sociedade e tendo o menor contato possível com o mundo. Outros compensarão o pavor de serem devorados com uma necessidade obsessiva de poder e de controle sobre os outros. Tentando conseguir novamente o sentido perdido da onipotência infantil, eles desejam estender seus territórios de influência o máximo possível sobre o mundo. Se eles é que mandam, quando eles são a autoridade, então se sentem seguros. Sua necessidade de poder pode ser tão premente que quaisquer meios justificarão a realização dos fins, como no caso do presidente Nixon, com Plutão na 10ª Casa. Ali também existe a desconfiança de quem quer que tenha autoridade sobre eles, um desejo de derrubar e destruir os que mandam antes que seja tarde. Por todas essas razões, quem tem Plutão na 10ª Casa sente a necessidade de reavaliar e de chegar a um entendimento mais profundo de seus motivos psicológicos ocultos de ambição, poder e sucesso mundano.

É claro que a descrição acima é uma explicação unilateral de Plutão projetada negativamente. É possível que a mãe tenha uma associação positiva com Plutão. Ela poderia ser vista como a grande doadora de vida, e vivenciada como fonte de conforto e de apoio excepcionalmente forte em todas as contingências do dia-a-dia. Algumas pessoas que conheço com este posicionamento observaram a mãe defrontar-se com sucesso com uma crise pessoal ou com um profundo trauma, e ficaram mais impressionados com sua habilidade de lidar com a adversidade e de sair mais renovada e regenerada. A mãe tornou-se então o protótipo positivo para futuras experiências desafiadoras com as quais tiveram de se defrontar. Desse modo, como adultos, com Plutão na 10ª Casa, desenvolveram qualidades de firmeza, vontade e resistência em relação aos outros.

O posicionamento de Plutão num mapa é onde periodicamente derrubamos, destruímos ou alteramos as circunstâncias existentes a fim de criar novas. É onde podemos ser reduzidos a nada a fim de levantar outra vez. Não só Nixon o fez, mas o chefe de sua equipe, H. R. Haldeman, nasceu com Plutão na 10ª Casa regendo a 3ª. Ele foi julgado por conspiração e ficou um ano e meio preso; foi quando escreveu o livro The Ends of Power ["Os fins do poder"]. A atriz Elizabeth Taylor, cuja vida e carreira têm muitos altos e baixos, também nasceu com Plutão nessa casa. Em alguns casos, esse Plutão pode indicar a perda ou o abandono de uma carreira estabelecida e a necessidade de ingressar numa carreira de natureza completamente diferente.

Quem tem Plutão na 10ª Casa procura, em última instância, uma carreira profundamente engajante, significativa e excitante. Ou o trabalho é de natureza plutoniana ou seu enfoque será de um tipo de intensidade e complexidade associado a esse planeta. Alguns podem ser responsáveis pela reforma de instituições sociais já existentes, mas que estão velhas e ultrapassadas. Outros campos relacionados com Plutão são a medicina, a psicologia e trabalhos de ocultismo e psíquicos (Uri Geller, o famoso entortador de garfos, tem Plutão aqui), investigações científicas e jornalismo, política, mineração, pesquisa atômica etc. Fiz o mapa de duas pessoas com Plutão na 10ª Casa que trabalhavam em empresas onde não lhes era permitido revelar a natureza exata de seus trabalhos. (Uma delas tinha Escorpião na cúspide da 3ª Casa e falava russo fluentemente.) Outros podem seguir carreiras que reflitam o lado obscuro da sociedade — tal como a prostituição, o crime e o envolvimento com o submundo.

Ocasionalmente, cruzo com pessoas que têm Plutão na 10ª Casa e que dizem não ter ambição. Depois de conversar algum tempo com elas, torna-se claro que ainda se vêem como "pequenas" comparadas com o grande e poderoso mundo (a mãe) de fora. Normalmente são frustradas em algum nível pela falta de influência que exercem ou pelos empregos chatos em que se encontram. Em certos casos, aposto como algumas pessoas com Plutão na 10ª Casa não vão encontrar sua verdadeira vocação enquanto não forem capazes de usar seus poderes sabiamente e pelo bem de um de grupo mais amplo, em vez de usá-los somente para fins pessoais.

Escorpião no Meio-do-Céu ou contido na 10ª Casa é semelhante a Plutão nessa casa.