sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Peixes no Ascendente e Virgem no Descendente, por Howard Sasportas


Peixes no Ascendente pode englobar qualquer uma das muitas manifestações associadas com este signo complexo e evasivo. Da mesma forma que os dois peixes nadando em direções opostas, como aparece no símbolo do signo, a necessidade de formar um sentido sólido e concreto de autoidentidade entra em conflito com aquelas forças que provocam a dissolução e a transcendência das autolimitações. A solução deste dilema requer da pessoa com Peixes no Ascendente o desenvolvimento de uma identidade que não exclua a consciência de que ela faz parte de algo maior do que o self. Uma personalidade rígida demais tornaria isso impossível, e uma identidade por demais difusa criaria dificuldades na hora de se lidar de maneira eficiente com a vida. Na primeira situação, nada do que está além das autolimitações poderia entrar no conhecimento, enquanto, no segundo caso, a pessoa fica completamente tomada pela sua sensibilidade e abertura. Os perigos são, de um lado, a inflexibilidade e, de outro, o caos e a desintegração.

Peixes no Ascendente pode manifestar-se em qualquer um dos três planos tradicionalmente associados a este signo: a vítima, o artista ou o curandeiro/salvador. A vítima não enfrenta bem as mais difíceis realidades do mundo e tenta uma via de escape ou busca um apoio, voltando-se para as drogas ou para o alcoolismo como uma forma de alívio. Vago e confuso, o Peixes ascendente pode seguir em frente apesar de tudo o que está acontecendo, deixando para os outros a escolha do que eles deveriam fazer. Alguns podem tentar escapar da rede do tédio e das armadilhas diárias da sociedade tradicional entrando para o submundo do crime e do comportamento aviltante.

No entanto, outra expressão deste signo no Ascendente é o tipo artístico. Inspirado no mundo imaginário da psique, o artista canaliza suas percepções através de alguma mediunidade. O terceiro plano, o curandeiro ou salvador, dedica sua vida a servir aos outros, esforçando-se por tomar real uma visão da vida vislumbrada num mais amplo estado de consciência. A dor do mundo é sentida como a sua própria dor. Nos três planos, com algumas variações, este Ascendente é assimilado por algo que suprime ou invalida uma existência mais mundana ou uma limitada visão da vida.

Uma tônica para Peixes ascendente é o sacrifício da vontade pessoal. No entanto, quando levado a extremos, quem tem este Ascendente vai repetidamente armar situações nas quais os outros tendem a levar vantagem. Além de serem pisoteados como o proverbial capacho, a falta de corretas proibições e limites muitas vezes significa abandonar o self a emoções e apetites que, a longo prazo, são excessivos e autodestrutivos. Virgem no Descendente oferece os princípios de discriminação que proporcionarão o equilíbrio, o senso comum e um saudável cuidado com precauções e limites. Outros sentem necessidade de transmitir essas qualidades a eles, mas na verdade quem tem Peixes ascendente só consegue sentir-se bem melhor se puder encontrar dentro de si mesmo esses traços. Alguns com esta configuração estarão tão absorvidos em êxtases espirituais ou missões muito elevadas que terão necessidade de parceiros para cuidar das necessidades mais triviais e mundanas do seu dia a dia (Virgem na 7ª). Às vezes, o tipo Peixes ascendente é tão idealista e romântico que inconscientemente condena os outros e é muito crítico (Virgem descendente) por eles não vivenciarem suas expectativas. Outros, com Peixes ascendente, conseguem suas identidades somente através da salvação ou do servir aos outros (Virgem na 7ª).

Fisicamente, Peixes na 1ª Casa pode ter uma aparência sonhadora, romântica ou misteriosa. É possível que os olhos sejam grandes e pareçam quase-líquidos. O corpo é bem cheinho e arredondado. Como o plástico, eles conseguem moldar sua aparência em diversas imagens. Em suas maneiras, eles exalam uma receptividade e uma vontade de agradar que encanta e seduz os outros. Às vezes exibem tanta franqueza que outros se inspiram para salvá-los.

O famoso regente Leopold Stokowski nasceu com Peixes ascendente e Netuno, seu regente, em Touro na 2ª Casa. Peixes na 1ª dá abertura para a música e Netuno em Touro (Terra) na 2ª o capacita a canalizar concretamente, ou literalmente "conduzir", sua inspiração. Swinburne, o dissoluto poeta inglês cuja voz poética de muitas maneiras articulou o movimento pré-rafaélico, tinha Peixes ascendente e Netuno na 11ª Casa, a casa dos grupos.

_______________________________________________________________
Extraído do livro As Doze Casas, de Howard Sasportas.