domingo, 6 de novembro de 2016

A Lua na 9ª Casa, por Howard Sasportas

A Lua na 9ª muitas vezes exibe uma habilidade incrível de predizer o rumo para onde os acontecimentos estão evoluindo. Há uma receptividade natural para os domínios da filosofia e da religião, e uma compreensão intuitiva para conceitos e símbolos. O sentimento dá acesso a tudo aquilo que a mente não pode compreender racionalmente. Mesmo que as pessoas que têm este posicionamento confiem numa fé herdada via família ou cultura, elas têm a habilidade de adaptar a filosofia a influências e condições cambiantes.

A Lua na 9ª Casa pode morar em países estrangeiros por períodos de vida. As viagens são ligadas à vida emocional; algumas pessoas anseiam por um lar espiritual ou se sentem especialmente ligadas a certa cultura além da sua própria. Viagens, aventuras, sonhos encantadores ou pesquisas filosóficas poderiam ser usados como uma forma de escape de situações fastidiosas ou dos aborrecimentos da vida de cada dia. Elas tendem a se sentir mais à vontade quando contemplam o significado da vida, quando rezam numa igreja ou quando estão prestes a embarcar num avião, numa nova aventura ou num novo empreendimento.

Sua maneira de cuidar dos outros pode ser compartilhando descobertas no campo da filosofia ou da espiritualidade, ou então inspirando discípulos em potencial com novas esperanças, novas visões, significados e diretrizes. A imagem de Deus tende a adotar uma tendência matriarcal, se bem que isso vai ser muito bem pintado pelo signo da Lua e seus aspectos.

Em mapas masculinos, é possível que haja um relacionamento íntimo com estrangeiras ou com mulheres que de algum modo possam ampliar ou expandir seus horizontes. Aspectos difíceis à Lua na 9ª Casa poderiam indicar dificuldades com cunhadas ou sogras. Os Gauquelin acharam uma correlação entre a Lua na 9ª Casa (logo após a culminação) e a profissão de escritor.