quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Saturno na 10ª Casa (Capricórnio no Meio-do-Céu), por Howard Sasportas

Em sua própria casa e elevado pela posição, Saturno opera poderosamente na 10ª Casa. Quer tomem conhecimento quer não, essas pessoas são extremamente sensíveis a respeito de como os outros as vêem. Saturno na 10ª Casa, como o próprio ego pessoal, quer ser visto como forte, sólido e duradouro. O sucesso é normalmente julgado em termos de valores e papéis tradicionais — a carreira, tipo de casa em que se mora, a respeitabilidade do casamento etc. Normalmente (e há exceções), existe a necessidade de se alcançar uma posição e o reconhecimento através de algum tipo de trabalho socialmente aceitável. Podem arvorar-se em juízes e condenar os que se aventuram a viver fora daquilo que seriam os "estritos" valores sociais. Se eles têm de limitar suas ambições, por que os outros também não deveriam fazê-lo? Tendem a ficar zangados e com inveja dos que não o fazem.

Terão de trabalhar duro para conseguir o respeito e o status que querem. Se bem aspectado, é possível que realizem seus anseios de carreira com dedicação e progredindo logicamente passo a passo, ladeira acima. No entanto, se Saturno está mal aspectado, pode haver muitos atrasos e obstáculos no caminho. Alguns tenderão a achar que quaisquer meios justificam seus fins, contanto que vençam — com isso comprometendo-se ou usando os outros em seu próprio proveito. É possível que atinjam um certo nível e daí em diante se sintam vacilantes e frustrados em seus esforços para continuar. Outros podem progredir bem rapidamente, usar mal seus poderes e então cair tão depressa quanto subiram. Costumamos aterrissar sobre nossos pés na casa de Júpiter, mas no domínio de Saturno poderemos cair de joelhos se não tomarmos cuidado. Um exemplo contemporâneo de Saturno na 10ª é John Mitchell, um dos assessores de Nixon, indiciado e condenado à prisão por sua participação no caso Watergate. Exemplos históricos famosos deste posicionamento de Saturno incluem Hitler e Napoleão.

Algumas pessoas com Saturno na 10ª Casa tendem a se rebelar contra sua própria supersensibilidade aos códigos e aos valores da sociedade, tentando quebrar as regras. (Não devemos nos esquecer de que Cronos começou a vida desobedecendo à autoridade existente, ou seja, ao pai.) O caso em questão pode ser visto no mapa de Nathan Leopold, nascido com Saturno em Aquário na 10ª Casa, cuja história foi contada em livro e filme sob o título de Compulsion. Embora de família abastada e respeitada, sua compulsão era cometer o crime perfeito e, junto com o amigo Richard Loeb, planejou cuidadosamente o assassinato sádico de um menino inocente. Como o herói de Crime e Castigo de Dostoiévski, Leopold desafiou as restrições de Saturno e da sociedade para provar que estava acima da lei. Por sentirem demais a pressão da sociedade, os que têm Saturno na 10ª Casa podem fazer tudo o que pensam para investir contra ela. Bob Dylan resumiu muito bem este posicionamento numa canção que diz o seguinte: "Para viver fora da lei, você precisa ser honesto", ou, como diz o ditado: "A liberdade é a luxúria da disciplina."

E, é claro, aí está a mãe; com Saturno nesta casa ela muitas vezes é sentida como uma força estritamente socializante, o fazedor da lei, aquele que decide o que é aceitável e certo. Crianças com esse posicionamento interiorizam suas regras e mais tarde acreditam que o tipo de obediência que a Mãe queria é a mesma que deveria ser dada à sociedade. A mãe pode ser sentida como crítica, fria, mandona e pouco amorosa. Qualquer coisa que a criança faça nunca está suficientemente bom. Ou a mãe pode parecer mais um fardo e uma responsabilidade — alguém de quem o filho precisa cuidar, em vez de ser o contrário. Vendo sob um ângulo de maior esperança, a mãe poderia servir como um modelo de qualidades saturninas positivas, exemplificando a paciência, a disciplina, a durabilidade, o pragmatismo e a determinação.

Saturno na 10ª assemelha-se a Capricórnio no Meio-do-Céu. Os que têm esse planeta ou signo ali são muitas vezes excelentes organizadores, administradores, executivos, gerentes, cientistas, construtores e professores.