segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Saturno na 8ª Casa, por Howard Sasportas

Saturno na 8ª Casa transmite apreensões e dificuldades na área da intimidade, na hora de compartilhar e nas uniões. As pessoas com essa posição podem sentir-se inseguras a respeito do que devem dar ou vivem alguma dificuldade para receber aquilo que os outros lhes oferecem. Geralmente há medo em se deixar ir, esquecer-se ou juntar-se a outra pessoa. Para elas, deixar-se ir verdadeiramente com alguém significa a morte do self como entidade separada. Trata-se de um processo atemorizante para os que têm Saturno na 8ª Casa, pois querem ficar ligados àquilo que valorizam e possuem. E mais: entrar profundamente num relacionamento vincula-os à possibilidade de serem tomados por sentimentos que tentam manter sob rígido controle, como a raiva, o ciúme, a inveja e as paixões de natureza primitiva e instintiva. Eles desejam ardentemente uma união íntima, mas afastam-se dela por medo de serem tragados por essas erupções. Subseqüentemente, podem encontrar dificuldades em relaxar, abrir-se e confiar nos outros, tudo o que poderia dar abertura a problemas sexuais. (Na mitologia, Eros e Tanatos eram irmãos, e a união sexual é uma espécie de morte da nossa individualidade.) Investigando as verdadeiras causas das inibições nesta área, aprofundamos nosso autoconhecimento e entendimento.

Além das possíveis dependências sexuais, existem conflitos na fusão de bens e ajustes pessoais nos relacionamentos. Os valores e as crenças do parceiro podem diferir dos deles, ou contradizê-los, ou então é possível que escolham alguém que seja um fardo. E, assim, a ajuda filantrópica de outros pode ser exatamente aquilo de que um Saturno na 8ª Casa precisa para seu próprio desenvolvimento pessoal. Pode haver problemas com heranças, impostos e contratos de trabalho, e a possibilidade de longos processos de divórcio. Alguns tendem a fazer carreira lidando com o dinheiro alheio — banqueiros, consultores de investimentos, agentes da Bolsa de Valores e contadores costumam ter este posicionamento de Saturno.

Em geral, eles hesitam em enfrentar o que há por baixo da superfície da vida e ainda assim é disso que necessitam para conseguir maior profundidade e maturidade. Obviamente, pessoas que tentam manter rígidos controles sobre si mesmas podem ficar muito assustadas pela perspectiva da morte física e daquilo que assoma com o que vem depois. Estas apreensões tendem a provocar sério desejo de maiores conhecimentos nessas áreas. O melhor exemplo é encontrado no mapa da dra. Elizabeth Kübler-Ross, com Saturno em Escorpião na 8ª Casa: com sua pesquisa pioneira, ela ajudou milhares de pessoas a enfrentar a morte com nobreza e calma.