quinta-feira, 1 de junho de 2017

Introdução do Livro 'Tradicional Astrology for Today', por Benjamin Dykes

Se você está interessado em astrologia, você provavelmente notou um recente renascimento da astrologia "tradicional". Talvez você tenha participado de uma conversa local sobre isso, ou baixado uma palestra, ou tenha visto uma tradução minha ou de outra pessoa online ou em uma livraria. Talvez você esteja intrigado e quer aprender mais, mas não sabe por onde começar. Talvez você tenha se sentido desmotivado por estranhos termos árabes, ou referências ao acaso, ou o que parecem ser interpretações de desgraça e obscuridades. E, no entanto, muitas pessoas estão se envolvendo em abordagens tradicionais. Você pode ser cético de que algo de 1.500 anos atrás poderia ser relevante hoje. Nós não estamos todos mais evoluídos agora, não superamos essas coisas antigas?

Este livro é para você, o curioso estudante de astrologia moderna ou praticante profissional. Você:

• Quer uma introdução antes de gastar mais tempo e dinheiro em livros ou cursos tradicionais?

• Deseja complementar sua prática atual com técnicas tradicionais?

• Precisa de objeções básicas para a astrologia tradicional?

• Procura um guia rápido para idéias básicas, vocabulário, história e nomes e trabalhos de astrólogos mais antigos?

• Precisa de um guia de referência atualizado para os melhores livros atuais em inglês?

Este livro foi projetado para atender a todas essas necessidades.

Estou aqui para lhe dizer que a astrologia tradicional é vibrante, dinâmica e tem muito a oferecer: técnicas de previsão interessantes, um vocabulário que o ajudará a fazer interpretações mais concretas e a uma variedade de pontos de vista espirituais e filosóficos que você já pode em grande parte já concordar. Não posso explicar tudo neste livro, mas posso guiá-lo através de algumas diferenças básicas entre abordagens tradicionais e modernas e ajudá-lo a descobrir aonde ir a partir daqui.

Mesmo que você não se torne um tradicionalista de pleno direito, você ainda melhorará sua astrologia com os conceitos e técnicas neste livro.

Eu me concentrei na astrologia natal, mas quase tudo o que eu digo também se aplica a horárias, cartas de eventos, eleições e astrologia mundana. Na Parte I, descreverei os períodos básicos da astrologia tradicional, juntamente com alguns "precisam saber" os astrólogos. Então descreverei algumas perspectivas tradicionais sobre vida, valor, teoria e estratégias de aconselhamento. Na Parte II, irei mais longe com termos e técnicas especiais, às vezes contrastando o tradicional e o moderno, mas sempre focado em como você pode usar essas idéias de forma prática. Concluirei respondendo a algumas perguntas freqüentes e desafios sobre a astrologia tradicional. Os Apêndices e o Glossário fornecem outras informações e recursos valiosos.

Ao longo deste livro, eu quero tranquilizá-lo sobre algo muito importante. Muitas pessoas podem ter a impressão equivocada de que seguir práticas tradicionais significa abandonar tudo o que você fez na astrologia - como se a astrologia tradicional fosse apenas uma série de "Não" para qualquer coisa moderna. Na verdade, há muitas sobreposições entre práticas modernas e tradicionais, e muitos tradicionalistas contemporâneos usam planetas externos e até mesmo asteroides. A adoção de práticas tradicionais envolve principalmente uma mudança de ênfase e prioridade, e não a rejeição de tudo o mais. Às vezes, quando falo sobre essas coisas com amigos que praticam as mais recentes técnicas de astrologia moderna, pode parecer que, em primeiro lugar, não temos nada em comum; Mas depois de alguns minutos percebemos que realmente concordamos muito. Mas há tanto tempo que a nossa comunidade se envolveu nesses debates e diálogos, que, no início, as diferenças podem parecer completamente superadas. Espero mudar algo disso através deste livro.

Se tivéssemos de listar alguns pressupostos básicos na astrologia moderna, podemos mencionar estes: uma crença no livre-arbítrio indeterminado, pensamento positivo, ser capaz de criar sua própria realidade e usar o Mapa de forma construtiva para mostrar oportunidades E alternativas. Na verdade, não vejo sérios problemas com isso, desde que, como astrólogos, não estejamos simplesmente dizendo "vale tudo". Qualquer visão da vida que disser que qualquer coisa é possível em qualquer momento, simplesmente porque você acredita, falhará. Claro, até mesmo os astrólogos modernos não chegam tão longe quando olham para um Mapa. Mas estamos tão sem prática com esses tipos de discussões, que muitas pessoas modernas podem encontrar-se endossando visões extremas como essa porque as alternativas não são bem conhecidas.

O pensamento tradicional não se opõe tanto a tudo do moderno, mas exige uma diferença de ênfase. Deixe-me sugerir uma lista de suposições e valores que animam a astrologia tradicional, dividida em dois grupos.

(1) Primeiro são os valores e conceitos mais morais e espirituais. Eu incluiria o seguinte: (a) Simpatia pela condição humana. Porque vivemos em um mundo complicado, que não podemos controlar e entender completamente, há muito de miséria, cuja fonte freqüentemente faz parte de nós. Parte dessa miséria é reforçada por negação e desejos, como mecanismos de defesa naturais. Então, (b) o cultivo da paciência. Esse tipo de pensamento positivo significa que temos que entender como nossos objetivos se encaixam no refluxo e fluxo de coisas que nos rodeiam: não podemos obter tudo o que queremos imediatamente, mas deve contar com um bom timing (como eleições e tempos oportunos previstos a partir do natividade). (C) escolha realista, em oposição ao livre arbítrio indeterminado. Todos nós temos nossos próprios personagens que são muito difíceis de mudar ou ir contra, e vivemos em uma rede de eventos que apresentam certas escolhas limitadas e ambíguas - algumas das quais são absolutamente boas ou absolutamente ruins. Finalmente, (d) gerenciar de forma construtiva quem somos, ao contrário de auto-criação absoluta e espontaneidade absoluta. Todos temos certos dons e benefícios naturais e algumas desvantagens para nossos personagens e vidas, e tanto a interpretação como a previsão nos ajudam a gerenciar essas coisas de acordo com a nossa compreensão dos bens convencionais e nossos caminhos espirituais. Eu abordarei algumas dessas idéias mais nos capítulos posteriores.

(2) Em segundo lugar, a astrologia tradicional depende de métodos rigorosos e organizados que nos ajudem a formar nosso pensamento e identificar o que é astrologicamente importante em qualquer ponto em nossas interpretações e previsões. Discutirei este ponto especialmente nos capítulos 12 e 13.

A astrologia tradicional tem contribuições significativas para o futuro astrológico. Em termos de filosofia e psicologia, a astrologia tradicional baseia-se em uma escolha mais ampla de sistemas de valores do que muitos sistemas modernos, e compromete-se seriamente com valores morais e uma noção concreta de florescimento humano. Ele também oferece tratamentos mais realistas de escolha e liberdade, temperando noções modernas de liberdade pessoal absoluta. Também seria valioso reviver a teoria dos temperamentos que já é parcialmente familiar para os astrólogos psicológicos, mas também está ligada à medicina fitoterápica e outra medicina holística. Em termos de espiritualidade mágica e prática, através da astrologia tradicional, podemos recuperar abordagens neoplatônicas e outras abordagens metafísicas da astrologia, que enfatizam não apenas a leitura de gráficos, mas também o envolvimento prático e uma conexão espiritual ativa com níveis mais elevados de ser. Essas atitudes práticas nos permitem ir além de nossas mentes e personagens e participar com a Mente Divina na administração do universo. Não consigo descrever os detalhes de todas essas idéias neste breve livro, mas, à medida que o avivamento tradicional continua, você poderá aprender e fazer muito mais neste campo excitante!


Benjamin Dykes, in Tradicional Astrology for Today, The Cazimi Press, Minneapolis, Minnesota, 2011. Tradução de Claudio Fagundes.