quinta-feira, 4 de maio de 2017

Contagem de Pontos por Dignidade e Debilidade, por Clélia Romano

Aos cinco tipos de dignidade estudados atribuímos pontos, uma forma de avaliar a qualidade essencial de cada planeta.

Existe da parte de certos tradicionalistas de formação Helenística, como Robert Schmidt, a ideia de que contar pontos acaba por minimizar os aspectos qualitativos da Arte. Concordo com ele que isso possa ocorrer.

Mas deve-se ponderar o seguinte: desde que os árabes se inteessaram pela astrologia Helenística eles a modificaram de acordo com suas experiências e o resultado foi um grande desenvolvimento das técnicas astrológicas, muito mais sistematizadas do que no período Helenístico. Os árabes introduziram um ponto de vista muito mais organizado às visões filosóficas gregas, mas é verdade que por vezes sacrificaram a visão filosófica.

No entanto, por exemplo, o conceito árabe de "al-mubtazz", o almuten, que é o planeta vitorioso em quantidade de dignidade, dá testemunho muito valioso de certo assunto na carta. Ele é muito útil e para chegar a ele se pressupõe que contemos pontos: o planeta que obtiver mais pontos, isto é, tiver mais dignidades em referência a certo assunto, é um forte candidato a ser o significador de tal assunto.

Muitas técnicas de delineação específica que abordaremos num próximo livro se baseiam em almutens. Não posso deixar de considerar as úteis conclusões obtidas através desses rígidos protocolos como dispensáveis. Elas são extremamente valiosas em delineações e, portanto em predições.

Além do mais, principalmente para quem se inicia em Astrologia Tradicional, contar pontos pode ser útil para não se perder num emaranhado de dignidades, algumas muito importantes e outras débeis.

Lembremo-nos que a avaliação de uma carta depende da interdependência de inúmeros fatores que serão levados em consideração adiante.

Feita a ressalva acima, damos:
5 pontos ao planeta que estiver em seu domicílio,
4 pontos se estiver em sua exaltação,
3 pontos se estiver em sua triplicidade,
2 pontos se estiver em seu termo e
1 ponto se estiver em sua face.

Caso esteja em seu detrimento, ele obtém -5 pontos e em sua queda -4 pontos.

Se, como às vezes ocorre, o planeta está em sua triplicidade e queda, como por exemplo, Marte em Câncer, a queda recebe -4 pontos e a triplicidade recebe +3. Logo ele está sem dignidade celeste ou zodiacal.

Sob o ponto de vista qualitativo, porém, a perda de dignidade essencial por queda é tão acentuada que mesmo tendo dignidade de triplicidade não tem valia.

Clélia Romano, in Fundamentos da Astrologia Tradicional, Edição do Autor, 2011, p. 53-5. http://www.astrologiahumana.com/