segunda-feira, 10 de julho de 2017

Os Nodos Lunares, por Clélia Romano

Os Nodos são pontos criados pela interseção da órbita da Lua com a eclíptica. Quando a Lua muda de latitude de Norte para Sul e de Sul para Norte ela atravessa a linha do caminho do Sol. Quando ela vai em direção a Norte cria o nodo ascendente ou Nodo Norte (Caput Draconis) ou quando vai em direção ao Sul cria o nodo descendente ou Nodo Sul (Cauda Draconis).

A cada ciclo de lunação, isto é a cada 29,5 dias a Lua a corta a eclíptica 1º30’ antes que no mês anterior, por isso a posição dos nodos caminha em direção contrária a dos signos.

Para que a Lua corte a eclíptica no mesmo ponto inicial demora 18,6 anos.

Tais pontos de latitude zero são aspectos nevrálgicos da carta, porque tem relação com os eclipses. Nem sempre ocorre um eclipse na Lua Nova, porém: para isso seria preciso que ela mudasse de latitude exatamente quando faz conjunção ao Sol.

Os Nodos foram estudados desde a astrologia Helenística e Valens considera maléficos os nodos, especialmente quando a Lua está conjunta a um deles ou fazendo quadratura a eles.

Na astrologia Medieval os autores consideravam a Cauda Draconis como da natureza de Marte-Saturno e a Caput Draconis como da natureza de Júpiter e Vênus. Também alguns achavam que os Nodos tinham signos de exaltação: no caso em Sagitário ocorreria a exaltação do Nodo Sul e em Gêmeos a do Nodo Norte.

Al Biruni, não é dessa opinião. Diz ele:

“O EFEITO DOS NODOS DA LUA: Muitos astrólogos atribuem um caráter definido ao nó Ascendente e Descendente, e que o primeiro é quente e beneficente e denota um aumento em todas as coisas e o último é frio e maléfico, acompanhado por uma diminuição de influências. Conta-se que os babilônios consideravam que o nodo Ascendente aumenta os efeitos dos planetas tanto benéficos como maléficos, mas não são todos que aceitam essa afirmativa, e a analogia parece ser bastante improvável.”

Quanto a aspectos com os nodos os autores não os levam em consideração. O orbe dado por eles para a conjunção é de 12°.

O que verifiquei em minha experiência é que, se o nodo Norte cair em casa mundana benéfica ele pode ser benéfico, desde que não faça conjunção ou quadratura com nenhum planeta, caso em que será maléfico acidentalmente.

Já o nodo Sul tende a trazer malefício a uma casa seja ela benéfica ou maléfica mesmo sem fazer conjunção ou quadratura a planeta algum.

A conjunção (ou quadratura) de planetas, especialmente a Lua como os nodos é muito problemática.


Clélia Romano, in Fundamentos da Astrologia Tradicional, Edição do Autor, 2011.

O livro pode ser adquirido aqui: http://www.astrologiahumana.com/