quinta-feira, 26 de maio de 2016

Astrologia e os 4 Elementos: O Elemento Ar no Mapa Natal , por Stephen Arroyo

Excesso do Elemento Ar

Quem tem uma ênfase excessiva no elemento ar, possui uma mente por demais ativa, que deve ser guiada e controlada. Esse é o tipo de pessoa que "vive dentro de sua cabeça", e poderá mexer amadoristicamente em  todos os tipos de curiosidades, sem chegar a muitos resultados ou sem desenvolver muita profundidade em si. Essas pessoas podem fazer qualquer coisa sem reflexão prévia, o que leva, em casos extremos, a uma paralisia da vontade e a graves desordens psicológicas. A mente pode fazê-las fugir da realidade, às vezes levando-as para um mundo de imaginação e de esplendor conceitual, outras para um senso de "realidade" totalmente fora de contato com o que é possível. Com uma disciplina mental adequada, este tipo de pessoa pode trazer muitas inovações no mundo do pensamento. Amiúde apresenta-se uma habilidade especial para coordenar atividades com diversos tipos de pessoas.

Fisicamente, tal espécie de pessoa pode estar tão fora de contato com seu corpo que deixa que a mente arrebate até chegar a um ponto de exaustão total. O sistema nervoso é altamente ativado e extremamente sensível, mas essas pessoas esgotam a sua energia nervosa muito mais depressa que as outras, uma vez que a consomem mais. Um repousante período de recuperação ou de meditação é necessário para que o sistema nervoso possa recarregar e para impedir que a mente arraste para um estado de exaustão psíquica. Para essas pessoas é necessário haver uma mudança periódica de cenário, um afastamento do trabalho costumeiro e dos deveres domésticos, para que assim a mente possa sair da sua absorvente rota de preocupações, reconsiderações e planos sem fim.


Falta do Elemento Ar

O ar é o elemento do intelecto e da razão, objetividade e ideias. A deficiência do elemento ar no Mapa Natal, mostra que pode existir uma certa inabilidade para pensar claramente ou razoavelmente. Pode haver dificuldade para destacar e colocar o seu ponto de vista. Torna também muito mais difíceis as comunicações com outras pessoas.

Segundo Stephen Arroyo: "Aqueles que têm pouca ênfase no elemento ar, raramente percebem o quanto isso é grave, porque estão demais envolvidos nas ações, nas sensações e nas preocupações materiais, para poderem considerar as implicações de seus envolvimentos. Todavia, justamente esta falta de percepção, de capacidade para refletir sobre a vida e o próprio eu, é que cria problemas para essas pessoas. Há muita dificuldade para desligar-se das ações pessoais, disso ressaltando que frequentemente essas pessoas carregam o fardo de envolvimentos que não foram suficientemente analisados de antemão, ou de insatisfações nos relacionamentos íntimos, originados por falta de habilidade para cooperar de maneira decisiva. O elemento ar é uma qualidade unificadora e capacita as pessoas a se ajustar, fácil e rapidamente a ideias novas e a diferentes tipos de pessoas. Aqueles a quem falta esta afinação têm, naturalmente, dificuldade para se adaptar às ideias novas e, consequentemente, a novas pessoas. Isso pode levá-los a desconfiar de qualquer outro que pareça muito `intelectual'. Em outras palavras, essas pessoas frequentemente desconfiam das outras que parecem pensar demais."