quarta-feira, 17 de maio de 2017

Do Sol e dos seus significados gerais e particulares, por William Lilly

O Sol está colocado no meio de todos os planetas e é chamado entre os antigos, tanto poetas como historiadores, Sol, Titan, Ilios, Phebus, Apollo, Pean, Osyris. Não é necessário mencionar a sua cor, por ser tão continuamente visível a todos os mortais.

Movimento - Percorre os doze signos do zodíaco num ano, ou em 365 dias e algumas horas. O seu movimento médio é de 59' 8"; contudo, o seu movimento diurno é por vezes de 57' 16", outras vezes mais, nunca excedendo os 61 minutos e seis segundos. Move-se sempre na eclíptica e nunca tem latitude, de forma que é muito impróprio um astrólogo falar da latitude do Sol.

Domicílio — Tem apenas o signo de Leão como seu domicílio, e Aquário como seu detrimento. Está exaltado a 19º de Áries e sofre a sua queda a 19º de Libra.

Triplicidade - O Sol governa a triplicidade de fogo, viz. Áries, Leão e Sagitário, durante o dia.

Termos — Não lhe são atribuídos nenhum grau dos doze signos para seus termos, apesar de alguns afirmarem que se estiver nos seis signos setentrionais, viz. Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, diz-se que está nos seus termos, mas como não há razão para tal, considero isto vão.

Nos doze signos, são atribuídos estes graus ao seu Decanato ou Face:


O Sol está sempre direto, e nunca pode ser considerado retrógrado; é verdade que se move mais devagar nuns períodos do que noutros.

Natureza — É naturalmente quente, seco, mas mais temperado do que Marte; é um planeta masculino e diurno equivalente, quando bem dignificado, a uma fortuna.

Modos quando bem dignificado - Muito fiel, cumprindo as suas promessas com toda a pontualidade, uma espécie de desejo de mandar e influenciar onde quer que chegue; prudente, de julgamento incomparável; de grande majestade e grandeza, ativo na conquista de honra e de um vasto patrimônio, contudo separando-se dele de novo com igual prontidão; o homem solar geralmente fala com gravidade, mas não muitas palavras, e estas são ditas com grande confiança e domínio dos seus próprios afetos; é cheio de reflexão, secreto, digno de confiança, fala ponderadamente e, não obstante o seu grande valor, é contudo afável, dócil e muito humano para com todos, amante da suntuosidade e da magnificência, e de tudo o que é respeitável; nenhuns pensamentos sórdidos entram no seu coração, etc.

Quando mal dignificado - Neste caso, o homem solar é arrogante e orgulhoso, desdenhando todos os homens, ostentando a sua linhagem, é obtuso de visão e de julgamento, irrequieto, provocando problemas, dominador, um mero superficial, gastador, tonto, sem gravidade nas suas palavras nem sobriedade nos seus atos, um esbanjador, dissipando o seu patrimônio e dependendo da caridade dos outros homens, achando contudo que todos os homens são seus devedores só porque nasceu fidalgo.

Corpo físico — Geralmente o Sol apresenta um homem com um bom físico, grande e forte, uma tez dourada ou açafrão, uma testa redonda e larga, olhos esbugalhados ou grandes, agudos e penetrantes; um corpo forte e bem composto, não tão belo como encantador, cheio de calor, o cabelo amarelado, e tornando-se rapidamente calvos, muito pelo na barba, e geralmente um rosto corado, sendo os corpos carnudos; no temperamento, são generosos, honestos, sinceros, bem intencionados, de grande e vasto coração, idealistas, de constituição saudável, muito humanos, sendo contudo bastante fogosos, não faladores.

Do Sol só se pode dizer se está oriental na figura, ou no quadrante oriental ou ocidental, etc. Todos os outros planetas estão ou orientais quando se levantam, ou aparecem antes dele de manhã, ou ocidentais, quando são vistos acima do horizonte depois dele se pôr.

Qualidade dos homens e as suas profissões - Significa reis, príncipes, imperadores, duques, marqueses, condes, barões, tenentes, tenentes delegados das províncias, magistrados, fidalgos em geral, cortesãos, desejosos de honra e promoção, juizes de paz, majores, altos xerifes, altos comissários, grandes caçadores, encarregados das casas de nobres, o magistrado principal de qualquer cidade, vila, castelo ou aldeia, mesmo que seja apenas um pequeno polícia, se não houver oficial melhor ou maior; ourives, trabalhadores de latão, de estanho, de cobre, cunhadores de dinheiro.

Doenças — Borbulhas na cara, palpitação ou tremura, ou qualquer doença do cérebro ou do coração, enfermidades dos olhos, cãibras, desmaios súbitos, doenças da boca e hálitos fétidos, catarros, febrões; governa principalmente o coração, o cérebro e o olho direito, o espírito vital; nas mulheres, o olho esquerdo.

Cores e sabores — Das cores rege o amarelo, a cor do ouro, o escarlate ou encarnado claro, alguns dizem que o roxo. Nos sabores, aprecia uma mistura de agridoce, ou o sabor aromático, sendo um pouco amargo, mas reconfortante e um pouco agreste.

Ervas e plantas - As plantas que estão sujeitas ao Sol cheiram agradavelmente, são de bom sabor, as suas flores são amarelas ou avermelhadas, têm formas majestosas, adoram lugares abertos e soalheiros, a sua principal virtude é fortalecerem o coração e confortarem as partes vitais, limparem a vista, resistirem ao veneno, ou dissolverem qualquer bruxedo, ou influências planetárias malignas; e elas são o açafrão, o louro, a vinha, pomecitron, enula, campana, alfarroba, âmbar, almíscar, gengibre, herb-grace, bálsamo, cravo de Tunes, rosmaninho, rosasolis, canela, quelidônia ou erva-andorinha, eufrásia, peônia, cevada, cinco folhas, espicanardo, aloés, arsênico.

Árvores — Freixo, palmeira, loureiro, mirra, incenso, a árvore ou planta da cana, o cedro, o girassol, a laranjeira e o limoeiro.

Animais — O leão, o cavalo, o carneiro, o crocodilo, o touro, os insetos noturnos ou pirilampos.

Peixes — A foca, o caranguejo, a estrela do mar.

Pássaros — A águia, o galo, a fênix, o rouxinol, o pavão, o cisne, o bútio, a mosca Cantharis, o falcão.

Lugares — Casas, cortes dos príncipes, palácios, teatros, todas as estruturas magníficas sendo claras e decentes, salões, salas de banquetes.

Minerais ou metais — Entre os elementos, o Sol tem domínio do fogo e das chamas brilhantes, entre os metais rege o ouro.

Pedras — Zircão, olivina, diamantina, granada, a pedra dos Hititas que alguns encontraram nos ninhos de águias, o pantauro se tal pedra for o rubi.

Tempo — Provoca o tempo correspondente à estação; na Primavera chuvas suaves e úmidas; no Verão calor extremo se estiver com Marte; no Outono neblinas; no Inverno chuva fina.

Ventos — Ama a parte Leste do mundo e o vento que provem desse quadrante.

Orbe — É de 15º antes de qualquer aspecto e outro tanto depois da separação.

Anos — Na idade rege a juventude, ou quando a pessoa está no máximo da força; os seus anos máximos são 1460, os maiores 120, os médios 69 e os mínimos 19.

Países - Itália, Sicília, Boêmia e o quarto clima, Fenícia, Caldeia.

Anjo — Michael.

Dia da semana — Rege o Domingo, a sua primeira hora, assim como a oitava; e nos números o primeiro e o quarto; na gestação, o quarto mês. Os seus amigos são todos os planetas exceto Saturno que é seu inimigo.


William Lilly, in Astrologia Cristã, pp. 69-72.