sexta-feira, 28 de julho de 2017

O que são o significador, o querente e o quesito; e uma introdução ao julgamento de uma pergunta, por William Lilly

O querente é aquele ou aquela que faz a pergunta e deseja uma resolução; o quesito é aquele ou aquela, ou a coisa procurada, ou sobre que se pergunta.

O significador é não mais do que aquele planeta que rege a casa que significa a coisa perguntada; assim, se Áries está a ascender, Marte sendo o regente de Áries será o significador do querente, viz. o signo ascendente significará em parte o seu aspecto físico, corpo ou estatura, o regente do ascendente, a Lua e os planetas no ascendente, ou aqueles com os quais a Lua ou o regente do ascendente estão em aspecto, igualmente misturados, mostrarão a sua qualidade ou condições; assim, seja qual for o signo ascendente, o planeta que for regente desse signo será chamado senhor da casa ou significador da pessoa que pergunta, etc.

De forma que, em primeiro lugar, quando qualquer pergunta é apresentada, o signo ascendente e o seu regente são sempre dados àquele ou àquela que faz a pergunta.

Em segundo lugar, deve-se considerar o assunto apresentado e ver a qual das doze casas ele pertence devidamente; quando se tiver encontrado a casa, considerar o signo e o regente desse signo, como está colocado, em que signo e em que parte do céu, como está dignificado, que aspecto faz ao regente do ascendente, quem impede o significador, quem é seu amigo, viz. que planeta é ele, de que casa é regente, ou em que casa está colocado; é pelo homem ou mulher significado por aquele planeta, ou com quem se tem a relação indicada por ele, que se será favorecido ou impedido; se for regente de tal casa, será tal inimigo, e se for regente de uma casa que significa inimigos, então será um verdadeiro inimigo, se de uma casa amigável, um amigo. A chave natural de toda a astrologia repousa nas palavras anteriores corretamente entendidas. Através dos exemplos seguintes tornarei todas as questões mais simples, pois não desejo ocultar, nem ocultarei, seja o que for que possa deixar o aprendiz indeciso sobre a correta compreensão daquilo que lhe é útil e mais adequado para o seu conhecimento.

Em todas as perguntas damos a Lua como co-significador do querente com o regente do ascendente (alguns também autorizaram como significador, o planeta do qual a Lua se separa, coisa que eu não aprovo de todo, não tendo na minha prática encontrado qualquer veracidade nela).

Da mesma forma, ligaram em julgamento o planeta ao qual a Lua se aplica no momento da pergunta, como co-significador com o regente da casa da coisa inquirida ou demandada.

Tendo considerado bem as várias aplicações e separações dos regentes das casas que significam a pergunta, assim como a Lua, a localização no céu e a qualidade dos aspectos que a Lua e cada significador faz ao outro, pode-se começar a julgar e a considerar se a coisa demandada acontecerá ou não; como, por que meios, a data em que terá lugar, e se será bom para o querente prosseguir nas suas demandas ou não.