terça-feira, 9 de maio de 2017

A nona casa, por William Lilly

Por esta casa damos julgamento sobre as viagens ou longas travessias além-mar, sobre homens religiosos, ou clérigos de qualquer tipo, quer sejam bispos ou sacerdotes inferiores; sonhos, visões, países estrangeiros, livros, estudos, subsídios da Igreja ou benefícios eclesiásticos, colações; sobre os familiares da mulher da pessoa, & sic e contrário.

Das cores, pertencem-lhe o verde e o branco.

No corpo humano, rege as nádegas, as ancas e as coxas, Sagitário e Júpiter são co-significadores desta casa, pois se Júpiter lá estiver colocado, significa naturalmente um homem devoto na sua religião, ou alguém dado à modéstia; tenho frequentemente observado que quando a Cauda do Dragão, ou Marte, ou Saturno estão desafortunadamente colocados nesta casa, o querente é pouco melhor do que um ateu, ou um fanático furioso; o Sol rejubila nesta casa, que é masculina e cadente.

William Lilly, in Astrologia Cristã, p.55.