terça-feira, 9 de maio de 2017

Aquário, por Marcos Monteiro

Signo fixo do ar, masculino. Último dos signos fixos.

O efeito do ar é a orientação. O ar é quente mas é úmido, envolve, não expulsa. Aquário é tão dominante quanto Leão, mas não é direto.

A dominação de Aquário é sutil, "obliqua". É por isso que Aquário está relacionado ao engodo, à sedução, à dominação pela fraude.

Aquário é o signo humano por excelência. O maestro é a profissão aquariana por excelência: enquanto cada um dos músicos executa uma parte, só ele sabe para onde está dirigindo a orquestra.

O professor também é uma profissão aquariana, num certo sentido.

A qualidade básica é efeito (signo fixo) do pensamento (ar), ou exploração das possibilidades mentais. É o espalhamento horizontal do pensamento, dos planos, das estratégias.

O símbolo de Aquário é um homem derramando água de um jarro. O jarro representa a cabeça do homem (está, inclusive, na mesma altura) e a água (que é doce, ao contrário dos signos de água, que são marinhos), o seu pensamento. De forma sutil, se inserindo no fluxo, o pensamento do homem influencia o resto.

Outra imagem aquariana: as ideologias: o efeito de um discurso, de um conjunto de ideias, decididas antes da sua divulgação.

Marcos Monteiro, in Introdução à Astrologia Ocidental, Edição do Autor, 2013, p. 94.