sábado, 25 de junho de 2016

Os Signos e o Zodíaco. Por Helena Avelar e Luís Ribeiro

Os Signos são o grande pilar da Astrologia. Eles representam os 12 modos de ser, os 12 modos de expressão da energia, as 12 fases do ciclo anual.

Tecnicamente são sectores de 30º da eclíptica - o caminho aparente do Sol ao redor da Terra. É nesta faixa que circulam também os planetas e a Lua.

A divisão é feita a partir do Equinócio da Primavera. Este evento marca os 0º de Carneiro. A partir daqui, fazendo divisões em sectores de 30º cada, surgem os restantes Signos. O Caranguejo marca o Solstício de Verão, a Balança (oposto a Carneiro) marca o Equinócio de Outono e finalmente Capricórnio (oposto a Caranguejo) o Solstício de Inverno.

Existem portanto 3 Signos por cada estação:

• Primavera: Carneiro, Touro e Gêmeos

• Verão: Caranguejo, Leão e Virgem

• Outono: Balança, Escorpião e Sagitário

• Inverno: Capricórnio, Aquário e Peixes

A este conjunto ou faixa de 12 Signos chamamos Zodíaco, que significa disco da vida ou disco dos animais, devido a muitas das suas constelações representarem animais.

No entanto, é importante frisar que um Signo não é o mesmo que uma constelação, embora existam signos e constelações com os mesmos nomes. Uma constelação é um conjunto ou agrupamento de estrelas, enquanto que um Signo é, como dissemos, um sector de 30º da eclíptica cuja divisão surge dos ciclos do próprio planeta Terra.

Houve um tempo em que Signos e constelações coincidiram; contudo devido a um fenômeno complexo, chamado Precessão dos Equinócios,começou a haver um desfasamento entre estes dois factores. Este desfasamento, que se vai acentuando ao longo dos séculos, dá origem às Eras Astrológicas.

Qual é então o significado prático dos Signos?

Cada Signo representa um modo de expressão, um processo. Nenhum Signo é igual a outro, assim como nenhum é bom ou mau, cada um tem característica bem definidas.

- Carneiro representa a ação impulsiva baseada numa necessidade de exprimir um desejo, a identidade. Simboliza tudo o que é impulsivo, imediato, desde a precipitação não pensada ao pioneirismo.
Elemento: Fogo, Modo: Cardinal

- Touro representa a fase de estruturação, do adquirir de forma e substância. Simboliza todos os processos em que o sentido de ter e de valor estão envolvidos. A estabilidade é um tema deste Signo que tanto se pode manifestar por possessividade e teimosia ou como resistência e perseverança.
Elemento: Terra, Modo: Fixo

- Gêmeos é o Signo da diversidade, da comunicação e do movimento constante. Caracteriza-se por uma necessidade de relativizar do Universo, uma constante conceptualização da vida e de todas as coisas. Os processos deste Signo são maioritariamente cerebrais, sendo a comunicação, a informação e entendimento uma parte muito importante. As manifestações podem variar desde a leveza e futilidade até à curiosidade e comunicação.
Elemento: Ar, Modo: Mutável

- Caranguejo é o Signo da maternidade, do conforto emocional, o nutrir e ser nutrido. Neste Signo as coisas vão ser vivenciadas através das ligações emocionais de conforto e desconforto com as experiências de vida. Este é o Signo do apego e da dependência e também da maternidade e proteção.
Elemento: Água, Modo: Cardinal

- Leão relaciona-se com a expressão criativa do ego. Representa todos os processos de procura de identidade. Todas as experiências de vida do Leão são vistas como uma transformação de identidade, um desafio à estrutura pessoal. É tanto o Signo da vaidade e egoísmo com o da dignidade e generosidade.
Elemento: Fogo, Modo: Fixo

- Virgem representa o processo da purificação e da busca da perfeição. Neste Signo vive-se a procura de eficiência e funcionalidade. Há nele uma necessidade inata de "arrumar, limpar e organizar" o Universo e a Vida. Neste Signo encontramos tanto a "piquinhice" e o criticismo como a eficiência e a ordem.
Elemento: Terra, Modo: Mutável

- Balança representa o confronto e a comparação entre o Eu e o Outro. Neste Signo, a busca do equilíbrio e a harmonia com o exterior são peças fundamentais. Há um forte impulso para os relacionamentos, pois os outros vão servir de espelho e de "válvula reguladora" a essa necessidade de harmonia.
Elemento: Ar, Modo: Cardinal

- Escorpião tem como temática o desejo e as suas consequências. Aqui o indivíduo vai ao encontro das suas motivações mais profundas (as "forças ocultas" que o movem) e também dos resultados dos seus actos. Este processo, que é um "teste de poder", implica uma transformação profunda da natureza emocional, uma "morte" de padrões comportamentais. É tanto o Signo da manipulação como o da purificação e regeneração.
Elemento: Água, Modo: Fixo

- Sagitário é o Signo da aventura e dos ideais. Expressa o processo de busca de uma identidade maior, que relaciona o indivíduo não apenas com ele próprio mas com um significado mais colectivo e abrangente. Neste Signo tudo vai ser vivenciado segundo filosofias, valores e padrões de ética, que tanto podem ser dogmáticos e doutrinadores, como altamente idealistas e éticos.
Elemento: Fogo, Modo: Mutável

- Capricórnio representa o processo de estruturação e hierarquização da Vida e de todas as coisas. Neste Signo, há uma necessidade de compreender as estruturas de poder geralmente associadas a uma vivência do social muito intensa. O posicionamento na estrutura geral de forças (status) é muito importante. São expressão deste Signo a avareza e a rigidez mas também a estratégia, a sobriedade e a estruturação.
Elemento: Terra, Modo: Cardinal

- Aquário representa o processos de individualização e de reconhecimentos dos "papéis" sociais face ao colectivo. Neste Signo há uma tendência ideológica revolucionária que procura o entendimento do colectivo humano. Podemos também encontrar um certo orgulho intelectual e uma resistência em "ser como os outros". Sâo expressão deste Signo o humanismo, a fraternidade e a globalização, assim como a rigidez mental, o orgulho arrogante e a excentricidade sem sentido.
Elemento: Ar, Modo: Fixo

- Peixes é o último Signo do Zodíaco e, assim sendo, é nele que se sintetizam os processos de todos os Signos anteriores. Há uma tentativa de apreender emocionalmente o Todo: as coisas são vividas com grande sensibilidade emocional ao Universo. Como as fronteiras emocionais são difusas, existe a possibilidade de transcendência e "iluminação" mas também a de perda e desagregação do Eu. São expressões deste Signo a confusão e a "vaguez", assim como a intuição e a empatia.
Elemento: Água, Modo: Mutável

Estas doze qualidades (Signos) ou modos de ser vão "colorir" e qualificar os planetas, casas e outros pontos de um mapa natal. São o fator mais abstrato na Astrologia, mas também o mais importante e fundamental.

O Signo solar

Quando dizemos que somos do Signo de Balança (por exemplo), estamos, na verdade, a dizer que quando nascemos o Sol estava posicionado nesse Signo. A importância do Signo solar é muito relativa, pois há que ter em conta não só a Lua e os outros planetas, mas também outros factores astrológicos, que podem estar posicionado em Signos completamente diferentes. Significa isto que saber o Signo solar não basta, de maneira nenhuma, para ter uma ideia, mínima que seja, da estrutura psicológica de um indivíduo. Assim, qualquer afirmação (seja uma interpretação de personalidade ou uma previsão) baseada apenas no Signo solar, é, sempre, extremamente incompleta e descontextualizada. (Assim, podemos compreender que os chamados "horóscopos de revista" que são derivados do Signo solar são uma forma simplista e redutora de dar informação astrológica e em nada contribuem para a correta divulgação da Astrologia).