quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Astrologia e os 4 Elementos: O Elemento Fogo no Mapa Natal. por Stephen Arroyo


Excesso do Elemento Fogo

A ênfase exagerada no fogo raramente é sentida como um problema, pelo indivíduo, até que se torne tarde demais para fazer alguma coisa a respeito. Numa das manifestações desta ênfase, a pessoa poderá se "consumir" no fogo de sua própria atividade, deixando uma concha humana vazia, especialmente quando há abuso de drogas e bebidas.

Essas pessoas tendem a ser por demais ativas e inquietas, exageradamente preocupadas em fazer com que alguma coisa aconteça no mundo. Fogo em demasia também pode levar a problemas no trato com os outros, pois a impulsividade, o egocentrismo e o desejo sem freios de agir diretamente, a qualquer custo, podem dar origem a uma maneira extremamente insensível e rude de abordar as outras pessoas. Em alguns casos a força fica descontrolada e faz com que aqueles que estão sob sua influência sejam selvagens, turbulentos, dados a extravagâncias e a exageros, apaixonados e intranqüilos, excessivamente confiantes e autoindulgentes.

Pode observar-se, também, características primitivas e marcantes tendências para a exaltação do ego, a autovalorização, a vaidade e o amor à pompa e à grandeza. No melhor dos casos, aquele que estão fortemente afinados com o fogo são pessoas dinâmicas e automotivadas, e amiúde iniciam e promovem, com sucesso, empreendimentos novos, projetos e aventuras idealistas, que exigem tremenda dedicação, coragem e energia.

Falta do Elemento Fogo

Quando se tem pouca ênfase no elemento fogo, a energia ígnea está faltando e provavelmente a digestão será deficiente. A falta do fogo normalmente se manifesta com a falta de ânimo e como uma tendência para não confiar na própria vida. Muitas vezes a alegria de viver está acentuadamente ausente e a pessoa amiúde é destituída de fé e de otimismo. A autoconfiança também poderá ser pouca, além de que se manifesta, freqüentemente, uma tendência ao desalento, não havendo entusiasmo para enfrentar as exigências da vida. Os desafios amiúde assustam e qualquer problema grave, que surge na vida, leva muito tempo para ser superado, pois os efeitos psicológicos residuais tendem a se alongar até muito depois da experiência já ter alcançado o seu ponto máximo. A falta de fogo quase sempre indica um problema mais sério na maneira da pessoa abordar a vida. O exercício físico vigoroso tende a estimular a energia ígnea e é altamente recomendado para esse tipo de pessoa. A dieta alimentar também precisa ser cuidadosamente observada, especialmente quando a pessoa também tem carência do elemento terra, pois então não terá força digestiva para queimar comidas pesadas e concentradas. Tudo, inclusive os exercícios e os hábitos alimentares, deverá ser feito com moderação, para que a pessoa não esgote a energia que tem.