terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Análise de Relacionamento: Sinastria (Catherine Aubier)

A comparação de Temas, ou sinastria, consiste, como seu nome indica, em comparar os Temas de duas pessoas para determinar sua relação, seus pontos de harmonia ou de conflito. E uma prática utilizada também nas relações pais e filhos, entre sócios, casais, etc.

A comparação de Temas começa pela tentativa de ressaltar os aspectos que são mais freqüentes em um Tema e no outro: assim, se houver oposições, resulta daí uma relação de complementaridade, que exige certa maturidade afetiva por parte dos parceiros.

Se for o caso de trígonos ou de sextis, evidencia-se uma relação de harmonia: a corrente passa bem, mas sem paixão.

No caso de quadraturas, há uma relação de conflito: dinâmica, evolutiva, mas difícil de administrar.

Quando surgem conjunções, a relação é mais de osmose: excitante no nível da compreensão, mas menos evolutiva.

Em seguida, convém efetuar as seguintes comparações: Sol-Sol para a personalidade, Lua-Lua para a sensibilidade, Vênus-Vênus para o jeito de amar, Mercúrio-Mercúrio para o raciocínio.

Por fim, destacam-se as relações entre: Sol A e Lua B (segundo Jung, o Sol representando o ideal masculino, num Tema feminino, ou animus; a Lua representando o ideal feminino, num Tema masculino, ou anima), Vênus A e Marte B, para a atração e eventualmente o entendimento físico. Note-se que oposições ou quadraturas entre Vênus A e Marte B não indicam de forma nenhuma uma antipatia ou uma dificuldade de entendimento sexual, mas, ao contrário, uma intensa relação do estilo "dominador-dominado"; na qual a violência está presente. É do tipo "amor-combate".

A presença de aspectos de conjunção, trígono ou sextil entre: Sol A e Vênus B, Lua A e Vênus B, Sol, Lua, Vênus, Ascendente ou MC A e Júpiter B é um indício positivo. (B ajuda A a desabrochar.)

A presença de aspectos de conjunção, quadratura ou oposição entre Sol, Lua, Vênus, Ascendente ou MC A e Saturno B é um indício negativo (A é frustrado por B).

A presença de aspectos de trígono ou sextil entre Sol, Lua ou Vênus A e Saturno B indica a possibilidade de duração de uma relação ou a sua solidez.

Por fim, quando um dos parceiros possui um aspecto positivo de que o seu companheiro possui o negativo, isso pode ajudá-lo a resolver a dificuldade representada pelo aspecto em questão.

É igualmente possível descobrir os momentos positivos ou difíceis de uma relação estudando-se os trânsitos planetários que se referem aos pontos de "encontro" ou de "separação" do Tema de cada parceiro. Por exemplo, tomemos um casal: ele se chama Jean e tem a Lua em Touro e Vênus em Áries. Ela se chama Marie e tem a Lua em Escorpião (em oposição à de Jean), mas Vênus, como ele, em Áries. Quando um planeta lento passa em Touro, Escorpião, Leão ou Aquário, pode, aspectado negativamente na oposição Lua-Lua, gerar um clima de incompreensão, até de separação. Se, em seguida, passa em Aries ou num aspecto harmonioso com esse signo, pode privilegiar os pontos de entendimento do casal e levar a uma aproximação (segundo, é claro, o modo de ação particular de cada planeta lento).