quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Astrologia e Longevidade (Catherine Aubier)

A questão da longevidade depende de elementos tão diversos, que parece no mínimo audacioso se pretender chegar a resultados precisos e a previsões quantificáveis, por qualquer meio que seja. Pode-se, todavia; levantar um certo potencial, probabilidade de resto mais negativa que positiva!

Um Tema marcado por crises, acidentes ou uma saúde deficiente estará evidentemente mais exposto a uma morte prematura. Os indícios mais característicos a esse respeito são: o Sol, o regente do Ascendente ou um stelhum mal aspectado na casa VIII (crises, acidentes, luto), na casa VI (problemas de saúde) ou na casa XII (reclusão, hospitais, provações); aspectos violentamente conflitantes de Marte, Saturno, Urano ou Plutão com o Sol. Segundo Gouchon, "os aspectos mais trágicos são os que colocam em causa o Sol, ou o Ascendente, ou a Lua com Marte ou Saturno ou ainda com o Regente da VIII".

Observemos que a astrologia hindu tradicional estabeleceu um método muito complicado que permite calcular com precisão, com diferença de alguns dias ou semanas, a duração da vida de um indivíduo. Mas os conceitos e os principios de base dessa forma de astrologia são tão diferentes dos nossos, que seria procurar em vão um equivalente a partir de nossos próprios métodos.