sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

As Casas Terrestres (por Antonio Carlos Jorge)

As Casas Terrestres são subdivisões, iniciando-se a 0º de Áries. Partindo-se do movimento de rotação, divide-se as 24 horas em 12 setores de 2 horas, sendo que cada um desses setores corresponde a um signo e representam áreas onde desenvolvemos nossas experiências de vida.

A Casa 1 relaciona-se à Áries e Marte e indica como a pessoa expressa sua individualidade e a forma como as pessoas a vêem. Representa o corpo físico, o nascimento e os primeiros anos. Mostra a abordagem da vida, assim como o começo dos empreendimentos. Esta casa é chamada de Ascendente.

A Casa 2 tem similaridade à Touro e Vênus. Indica os assuntos financeiros. É o local e a forma como se lida com as posses e valores. Indica também vocações, necessidades de realização e o senso de auto-estima. Portanto tem ligação com aspectos materiais do mundo.

A Casa 3, análoga à Gêmeos e Marte , indica a capacidade mental e a forma do aprendizado (formação fundamental) e da comunicação. Corresponde ao ambiente em que se vive e aos irmãos. São também os meios de transportes, pequenas viagens, descolamentos, comércio local. São a concepções objetivas da mente (Mente Concreta).

A Casa 4, similar à Câncer e Lua, indica as origens, as tradições, o lar, a família, a mãe. Revela a ancestralidade, assim como as raízes psicológicas e a vida privada. Indica a vida após os 40 anos e a finalização de todos os assuntos. Revela o ser subjetivo e a relação de dependência da família.

A Casa 5 relaciona-se à Leão e ao Sol. Representa os prazeres, os romances, o lazer, os jogos e especulações. Indica a originalidade e as formas de expressão criativa, a capacidade dramática, literária e artística. Revela a atitude emocional e o amor que se dá. Corresponde também à gravidez, filhos e educação de jovens.

A Casa 6, correlata à Virgem e Mercúrio , indica as relações do indivíduo com o cotidiano, ao ambiente de trabalho, as tarefas, deveres e o senso de servir. Mostra o tipo de trabalho e como são mantidas as relações com ele. Corresponde também à saúde e preocupações com as funções corporais.

A Casa 7 está associada à Libra e Vênus. Indica os relacionamentos com outras pessoas, as parcerias comerciais e conjugais, as separações, os contratos e os acordos. É o que a pessoa procura no outro e muitas vezes não é percebido nela própria.

A Casa 8 correlacionada com Escorpião, Marte e Plutão, indica o local onde somos confrontados com as emoções profundas, reprimidas ou não percebidas,aos traumas e ansiedades. Mostra, portanto, questões ocultas, o sono, a pesquisa profunda, a investigação. Envolve assuntos relacionados aos medos, à espiritualidade, ao ocultismo, ao sexo, à morte, a degeneração e regeneração, a transformação (espiritual, psicológica e física). Está relacionado também às heranças, custódias, seguros, pensões, aposentadorias e tributos. Relaciona-se também com os valores de terceiros (da empresa, do outro, do cônjuge, do sócio).

A Casa 9 corresponde à Sagitário e Júpiter e indica educação superior e estudos profundos, a religião, a fé, a filosofia, as leis, a ética, os sonhos e as visões. Diz respeito às viagens longas, aos locais do exterior, às coisas estrangeiras. A divulgação e publicações. São todas as vivências superiores que aprendemos e se incorporam aos nossos valores. São as concepções subjetivas da mente (Mente Abstrata).

A Casa 10 está ligada a Capricórnio e Saturno e corresponde aos objetivos profissionais a serem conquistados, a vocação, a carreira, a profissão, a ambição, o status, assim como a forma de reconhecimento. Relaciona-se ao pai e ao exercício da autoridade. Indica a forma como a pessoa empreende as coisas e como as avalia.

A Casa 11, análoga à Aquário, Saturno e Urano, indica a capacidade de integração social e desenvolvimento de amizades e de como a pessoa se relaciona com os mesmos. Envolve todos os relacionamentos não emocionais e também está relacionada aos ideais maiores, aos sonhos e objetivos sociais. Indica as pequenas e grandes organizações, as entidades, os clubes, grupos, associações, sindicatos, grêmios. Mostra os filhos adotivos, enteados.

A Casa 12, que se relaciona a Peixes, a Júpiter e Netuno, expressa as forças e as fraquezas desconhecidas ou ocultas, aos estados depressivos, às frustrações, sofrimentos, limitações, inibições, isolamentos, segredos, autodestruição. Relaciona-se à mente subconsciente ou inconsciente e corresponde aos débitos espirituais ou karma. Mas também indica a capacidade de fusão com o universo, a espiritualidade, simpatia, caridade, serviço à humanidade, desprendimento.

Se os signos significam os papéis a serem desempenhados, são os planetas que dão a tônica, como atores a desempenharem esses papéis estabelecidos.

As casas, por sua vez, associadas aos planetas e signos, nos revelam os setores da vida e aos assuntos que estão sendo tratados, dando-nos referência de como lidamos com os mesmos, sendo importante fator a ser considerado na interpretação de um mapa.