terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Saturno Retrógrado nas Casas Mundanas Natais, por Martin Schulman

SATURNO RETRÓGRADO NA PRIMEIRA CASA

Aqui a Fase I do Processo Retrógrado é realçada enquanto o indivíduo tenta encontrar uma estrutura de identidade impressiva e respeitada, com a qual o mundo a seu redor possa vibrar. Ele tenta imprimir sua realidade exteriormente porque deseja um feedback quando mais tarde experimentar as outras duas fases. Alguma coisa está faltando na estrutura da personalidade e, como tal, existe uma forte tendência a compensar. Geralmente existe uma série de obstáculos entre o indivíduo e as pessoas com quem gostaria de estar perto.

Uma espécie de atitude não confiante penetra toda a estrutura da identidade devido a alguma situação de vida passada, na qual ele se sentiu excluído ou afastado do que tentou alcançar. Agora, ao invés de encarar isto, ele tenta ser importante para que os outros o reconheçam e talvez se relacionem com ele de uma maneira na qual ele não será magoado. Este indivíduo é muito sensível mesmo que exteriormente não pareça.

Carmicamente ele está aprendendo a ser auto-suficiente e, por este processo ser tão lento, tem muito medo de que qualquer um possa tentar derrubá-lo antes de ter construído seus próprios alicerces. Mais do que tudo, ele gasta toda sua vida construindo um castelo de regras, que finalmente será a estrutura da identidade que quer atingir.



SATURNO RETRÓGRADO NA SEGUNDA CASA

Aqui o indivíduo está aprendendo lições cármicas a respeito de posse. Em vidas anteriores ele tentou cristalizar tudo que, para ele, tinha valor, e agora tenta reaplicar estes valores nas situações atuais. Gastando a maior parte de seu tempo na Fase III do Processo Retrógrado, ele continua reunindo tudo o que lhe ofereceu uma segurança passada. Assim, ele resiste muito a mudanças. Ele tende a observar o mundo de algum lugar no passado, onde uma vez se sentiu confortável. Como tal, ele teimosamente continua materializando tudo que o prende no passado. A verdade é que ele não compreende realmente como seus valores se encaixam no mundo que agora vê à sua Volta. Assim, ele percebe uma barreira entre o que sente e o que é capaz de viver, e isto pode, na realidade, aliená-lo de tudo que deseja.

A menos que Vênus esteja extraordinariamente bem colocado, esta posição tende a bloquear a expressão de amor. Toda vez que o indivíduo tenta dar seu amor para outro, ele se pergunta se está ou não preenchendo seus valores. Ele sempre percebe que algo está errado, mas tem dificuldade para indicar com exatidão onde. Geralmente, isto é devido a um sentimento de culpa latente, relacionado à maneira como tratou as pessoas em relação às coisas.

Ele alcançará a felicidade no momento em que perceber claramente quão pouco verdadeiro ele foi consigo mesmo no passado.




SATURNO RETRÓGRADO NA TERCEIRA CASA

Aqui, existe grande dificuldade para se comunicar. O indivíduo não pode facilmente colocar seus pensamentos em palavras, que, ele sabe, os outros entenderão. O problema é que muitas de suas idéias são formuladas em branco e preto e ele não percebe os muitos tons de cinza que existem entre as duas.

Por tentar explicar seus pensamentos para as pessoas, enquanto interiormente acredita que elas não são tão receptivas quanto ele gostaria que fossem, tem grandes dificuldades em todos seus relacionamentos.

Freqüentemente ele impede sua mente consciente de ser sensível aos avisos que vêm de suas partes mais profundas. Como resultado, ele não está totalmente integrado dentro de si mesmo. As partes que ele é capaz de entender conscientemente são em grande parte uma fachada de pensamentos, racionalizações e idéias elaboradas que ele acha socialmente aceitáveis. Nenhuma outra posição de Saturno cristaliza todas as formas de pensamento da vida atual tão fortemente quanto esta.

Existe tanta importância atribuída a cada pensamento, que o indivíduo de fato se sobrecarrega com uma pergunta após outra. O interessante é que ele já tem as respostas pré-programadas. Isto dificulta o processo de aprendizagem, pois o que é procurado é tão-somente o que comprovará o que já tinha sido solidamente construído no seu sistema de crenças. Gastando muito tempo na Fase II do Processo Retrógrado, ele passa por conflitos entre a entrada e a saída de informação. Ele gastou tanto tempo em vidas anteriores, aprendendo a aprender, que na realidade ele se tornou vítima de hábitos que o levam a ter mais informação do que realmente precisa.

Carmicamente ele precisa aprender a desenvolver uma prioridade bem definida de pensamentos, jogando fora tudo que não é importante e aprendendo a expressar melhor o que é significativo.




SATURNO RETRÓGRADO NA QUARTA CASA

Aqui, grande parte da vida é gasta na Fase III do Processo Retrógrado enquanto o indivíduo continua tentando descobrir o que o está preocupando nas verdadeiras raízes de sua Alma. A despeito das outras coisas que faz, isto o mantém voltado para seu interior quase que o tempo todo.

Existe um conflito Edipiano não resolvido na personalidade, composto por muitos problemas originados na infância. Uma forte insistência de fixações emocionais podem levar o indivíduo a seguir, a maior parte de sua vida, por um curso de sentimentos cristalizados. Por isso, ele tende a trazer muita matéria astral e pode ser um fardo para os outros pelo peso absoluto de seus conflitos emocionais interiores. Mesmo quando obtém respostas para suas perguntas, ele parece não saber usá-las na resolução de seus problemas. Ele tende a se bloquear para não ver os significados profundos das coisas, que, na verdade, o deixariam livre.

Para muitos com esta posição, há uma continuidade de fobias que foram desenvolvidas durante os primeiros anos e que precisam ser superadas se ele quiser transcender as atitudes remanescentes que impedem o autoconhecimento.

De todas as posições de Saturno, esta é uma das mais fortes no que se refere a manter o indivíduo ligado ao seu passado. Ele pode literalmente gastar quarenta anos tentando resolver responsabilidades que sente que lhe foram dadas muito cedo. Em sua própria família, ele continua representando os traumas de sua juventude, mas freqüentemente ele o faz num nível inconsciente, a fim de que os outros dificilmente tenham consciência dos papéis nos quais estão sendo lançados.

Aqui, o Carma é aprender a suportar as emoções dos que lhe são próximos, sem interiorizar ou sentir culpa ou responsabilidade por tudo que aconteceu no passado. Tão logo o indivíduo possa aprender a viver apenas no momento presente, ele perceberá quantas de suas preocupações são irreais.




SATURNO RETRÓGRADO NA QUINTA CASA

Com esta posição, o indivíduo sente uma forte necessidade para superar obstáculos que ele sente nos seus processos criativos. Ele continua sentindo que deveria estar fazendo mais na vida do que está fazendo na realidade, mas tende a adiar muito de sua energia produtiva, até mais tarde na vida. Ele sente uma necessidade de criar alguma coisa de valor duradouro, a fim de ter um sentido de objetivo. Em alguns casos, ele terá que carregar um fardo muito pesado para pagar um débito Cármico a uma criança. Contudo, se puder fazê-lo, isto o ajudará a estabelecer o sentido de objetivo que está procurando.

Ele tende a se colocar numa posição difícil, retardando na realidade qualquer progresso verdadeiro na vida, porque interiormente teme os compromissos. Contudo, não importa o quanto preferiria ser um observador da vida, ele continua a cair numa situação após outra, onde o peso total da responsabilidade é colocado sobre si. Quanto mais procura o prazer, mais se encontra com responsabilidades. Em grande parte, isto é para ensiná-lo o que a vida realmente significa.

Os casos amorosos progridem devagar, pois terá que haver muito amadurecimento antes que um relacionamento possa fluir suavemente. O indivíduo tem muitas dúvidas a respeito de si mesmo quando tem que expressar suas habilidades criativas. Ele não pensa realmente que possa estar à altura dos padrões dos outros. Assim, ele proíbe a si mesmo muito do que realmente precisa. Ele pode mudar as possibilidades que poderia alcançar, em tamanhos obstáculos, que elas se tornam muito distantes de sua vida para que realmente as alcance.

Ele se preocupa muito com os temores infantis de inadequação, que ainda estão agindo em seu inconsciente.

Carmicamente ele precisa aprender a parar de perpetuar medos que bloqueiam seu fluxo criativo. Tão logo o faça, ele não apenas superará muitos de seus obstáculos, como também pode dar uma importante contribuição à humanidade.




SATURNO RETRÓGRADO NA SEXTA CASA

Aqui o indivíduo sente uma forte responsabilidade com os outros. Se pudesse gostaria de ser capaz de carregar os fardos alheios. No trabalho, pode ser um organizador fantástico, ajustando todas as peças desordenadas com as quais os outros não sabem lidar. Ao mesmo tempo, ele precisa aprender a não se criticar, pois às vezes ele agarra mais coisas do que é capaz de lidar. Sendo mais uma pessoa de ações do que de pensamentos, ele literalmente pode se cansar tentando atender às expectativas dos outros.

Ele gosta de viver com um sentido de objetivo, mas questiona a origem de todas as coisas. Isto é parte de sua luta para descobrir se a vida do homem é predestinada ou se depende dele mesmo.

Ele precisa aprender que, embora esteja envolvido na missão de servir aos outros, não é ele quem decide quais são as necessidades específicas dos que estão ao seu redor. Ele pode ficar tão atolado em trivialidades, tentando satisfazer a todos, que perde de vista o fato de que apenas Deus dá a verdadeira satisfação.

Ele traz consigo para esta vida um senso de dedicação, e para os que necessitam de uma direção, apenas a sua presença já é suficiente para ajudá-los a encontrar suas metas. Ele precisa ser cuidadoso na Fase I do Processo Retrógrado para não tentar impor suas metas aos outros. Trabalhando melhor como empregado, ele pode atuar suavemente na Fase III, onde pode reexaminar os dilemas dos outros e tentar ajudá-los a cristalizar soluções.




SATURNO RETRÓGRADO NA SÉTIMA CASA

Aqui o Carma do casamento é aprendido em sua totalidade. O indivíduo muitas vezes sente que sua esposa o está retendo. Mesmo que não seja casado, ele sentirá o peso de outros tentando fazê-lo retroceder seus passos a fim de obter uma visão mais equilibrada e madura de si mesmo.

Em alguns casos, esta posição indica um casamento com uma pessoa mais velha, que o indivíduo pode realmente ter conhecido numa encarnação anterior.

As maiores lições se concentram em estabelecer a harmonia com os outros. Ele sabe disto, mas seu "ego" tende a se rebelar quando as coisas ficam difíceis. Entretanto, ele aprendeu, através de encarnações anteriores, que sua verdadeira segurança vem mais dos outros do que de si mesmo. Ele precisa se sentir protegido e como tal, mesmo que freqüentemente possa se queixar que o casamento é tedioso, sabe que existe uma âncora estabilizadora que o afasta do que, de outra maneira, poderia ser um estilo de vida muito agitado para que pudesse viver e aprender com ele.

Carmicamente, esta posição de Saturno Retrógrado dá ao indivíduo a oportunidade não apenas de resolver problemas da infância com o pai ou a mãe dominante, escolhendo para casar um companheiro do mesmo tipo, como também de dividir o desenrolar da vida com outra pessoa, que em muitos casos parece ser o estudante tímido, mas que na realidade se revela o professor. Assim, há muito para ser aprendido desta posição se o indivíduo permitir, a si mesmo, experimentar a Fase III do Processo Retrógrado, através do qual ele pode ser receptivo às idéias que parecem além de seu presente nível de maturidade.




SATURNO RETRÓGRADO NA OITAVA CASA

Com esta posição, existe muita troca Cármica com os outros. O indivíduo tende a viver os valores de outras pessoas, a fim de se transformar através do que os outros acharam ser digno de valor. Como resultado de encarnações passadas, ele ainda não aprendeu um sentido de objetivo para si mesmo. Assim, ele oscila sob a influência de seu companheiro e de outras pessoas na sua vida.

Sexualmente, existem restrições que beiram a impotência, devido ao acúmulo de muitos medos Cármicos. Existe muita preocupação a respeito disto e repetidas experiências de sexualidade quase que para ver se ela está lá. Muitas mulheres com esta posição tiveram experiências sexuais desagradáveis com um homem já adulto, durante seus primeiros anos de infância. Mais tarde, esta é a principal causa de frigidez, culpa e vergonha. Em todos os casos, a natureza sexual está enraizada no passado.

O compromisso com tudo o que for de sólido valor nos outros dá ao indivíduo muita confiança e bom senso no mundo dos negócios, onde sua cautela Saturnina trabalha para seu real proveito.

Para o estudante místico, esta posição de Saturno Retrógrado permite que o indivíduo chame de volta um antigo Carma, a fim de desenvolver um novo insight em velhas maneiras de pensar. Assim, ele é capaz de renascer, pois pode se libertar para sempre de velhos sistemas de valores que, na realidade, nunca foram seus, mas aos quais tentou se adaptar no passado.

Desde que muitos dos valores do mundo são a um certo momento altamente dependentes da evolução sexual da raça, esta posição de Saturno na Oitava Casa reflete muito do pensamento do mundo através da própria vida pessoal do indivíduo. Muito tempo é gasto na Fase III do Processo Retrógrado, uma vez que antigas tradições são novamente examinadas em comparação com os atuais padrões da sociedade.

Carmicamente o indivíduo está reexaminando e transformando tudo que a humanidade cristalizou como tradição passada.




SATURNO RETRÓGRADO NA NONA CASA

Aqui Saturno encontra uma casa especial, pois coloca o indivíduo em contato com partes já formadas de sua natureza superior.

Em muitos casos, ele traz para esta vida uma percepção amadurecida de sabedoria, desenvolvida em encarnações passadas. Independente de seu nível de QI, que ele freqüentemente sente não ser o que poderia, ele tem mais sabedoria do que conhecimento. Contudo, a natureza Retrógrada do planeta faz com que, muitas vezes, ele duvide de si mesmo e olhe com mais severidade para seus critérios do que realmente precisaria; mas isto acontece apenas até que aprenda que todos os esforços que gasta tentando achar soluções para os problemas são apenas uma parte do seu aprendizado para parar de pensar. No momento em que o fizer, começa a perceber que a resposta está sempre lá!

Para muitos, esta posição de Saturno significa uma longa viagem espiritual, no fim da qual o indivíduo encontrará o auto-respeito perante o seu Deus. Ele começará esta viagem tentando ler todos os livros, assistir a toda conferência e literalmente tentar apoderar-se de todo pensamento superior, na esperança de que, pela simples posse de tanto conhecimento, ele encontrará o que está procurando. No final, a maior parte do que aprende vem através de meios muito mais naturais. Se tentasse a projeção astral, ficaria consciente de que seu corpo astral é bastante pesado e tem a tendência a perturbar os outros, a menos que suas projeções sejam extremamente suaves.

Carmicamente ele é aquele que busca e que está nesta vida prosseguindo com uma missão que iniciou antes. Ele experimenta todas as Fases Retrógradas enquanto continua dando substância às suas crenças filosóficas e espirituais, e, desse modo, transformando sua coleção de opiniões num verdadeiro sentido de conhecimento!




SATURNO RETRÓGRADO NA DÉCIMA CASA

Aqui Saturno está em sua casa natural. O indivíduo gasta muito tempo na Fase III do Processo Retrógrado revendo o prestígio e dignidade que conseguiu no passado. Através disto ele estabelece sua atual opinião a respeito de si mesmo. Como tal, ele está preocupado, particularmente dentro do seu grupo. Muito raramente ele está julgando a si mesmo em função do seu grupo do passado e se está à sua altura agora ou os supera.

Esta é uma posição de dedicação para Saturno Retrógrado. O indivíduo sente um forte senso de responsabilidade e tem que prestar contas a si mesmo por tudo que faz. Assim, ele está profundamente preocupado em ver sua vida como uma espécie de sensível estrutura formativa que seguiu mais ou menos uma trajetória aceitável, desde as origens de suas memórias até o momento presente. Ele tende a ser muito cristalizado a este respeito, e razão e lógica podem frustrá-lo se significarem desviá-lo de seu pré-programado senso de dever para com sua auto-imagem. Este efeito vem dos raros momentos em que ele experimenta muito, em particular a Fase I do Processo Retrógrado.

O único caminho pelo qual ele pode ser dominado é se houver a possibilidade de melhorar sua auto-imagem no futuro, desde que nada que pertença ao seu passado seja destruído neste processo.

Carmicamente ele está tentando estabelecer um sentido de princípio que ele não construiu completamente em vidas passadas e que também não construiu verdadeiramente nesta vida, a não ser em sua carreira, sua imagem pública e seu senso de dever à sociedade.




SATURNO RETRÓGRADO NA DÉCIMA-PRIMEIRA CASA

Esta é a posição do idealista. O indivíduo tem que lidar com a cristalização de seus sonhos, esperanças e metas. Para ele não é suficiente simplesmente sonhar com eles, como fazem os outros. Ele tem que sentir a sensação de que estes se tornam realidade antes de poder se sentir como uma pessoa importante para si mesmo. Como tal, ele tem a difícil tarefa de aprender a combinar sua realidade com o que gostaria que fosse a sua realidade. Freqüentemente isto implica em assumir as responsabilidades dos amigos, uma vez que a própria vida do indivíduo não é na verdade suficientemente ampla para incluir a realidade de todos os seus sonhos. Por esta razão, ele precisa ampliá-la, trazendo para si mesmo os indivíduos cujas vidas simbolizem as partes de seus sonhos que ele não quer ou não é capaz de viver ele mesmo.

As Fases Retrógradas mudam com esta posição de Saturno, dependendo muito das pessoas na vida do indivíduo. Ele é um conselheiro muito bom porque tudo que sugere para os outros é realmente o que ele mesmo faria se estivesse vivendo a vida da outra pessoa. Num sentido, esta posição cria uma espécie de "Carma Espectador", no qual o indivíduo está menos no centro de sua própria vida do que no centro de seu sonho, que bem pode ser muito das vidas de outras pessoas. Assim, não importa quem realmente esteja na sua vida, no final é mais importante o que eles representam do que quem realmente são. Mesmo que ele tente trazer pessoas importantes para si mesmo, este indivíduo está mais preocupado, inconscientemente, com o que e o porquê da reputação deles do que realmente com quem eles são.




SATURNO RETRÓGRADO NA DÉCIMA-SEGUNDA CASA

A Fase III do Processo Retrógrado é realçada aqui, pois o indivíduo se torna profundamente introspectivo. Sua maior preocupação é que ele desenvolve uma verdade interior que permanece inalterada sob as pressões do mundo ou de seu destino pessoal. Assim, ele está construindo um alicerce dentro de si mesmo, c, como tal, terá que recorrer a conhecimentos que acumulou em encarnações passadas a fim de tornar sólido o seu alicerce. Ele pode sentir uma grande dívida para com os menos afortunados e não há dúvida de que ele mesmo sentiu pessoalmente o peso de Saturno em vidas passadas. Agora, ele vê suas responsabilidades mais como uma dívida cósmica para o universo do que uma dívida pessoal a uma determinada pessoa.

Muitos com esta posição de Saturno se tornam tão excessivamente introspectivos que começam a questionar o valor e a importância de tudo que fazem, e sua identificação com a importância coletiva ou a falta dela no mundo ao redor deles, a qualquer momento, afeta muito suas perspectivas de vida. Mais do que tudo, a lição aqui é ser verdadeiro consigo mesmo, de qualquer ponto de vista possível.

De todas as posições de Saturno esta é a que traz ao indivíduo a maior quantidade de maturidade interior. Seja o que for que o mundo exterior lhe peça, seu sentimento mais forte é a segurança que sente interiormente por ser verdadeiro para seu Deus.



Extraído de:
SCHULMAN, Martin: Planetas retrógrados e reencarnação. São Paulo : Agora, 1987.