sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

A Previsão na Astrologia (escrito por Vanessa Tuleski, em 27 de junho de 1997)

1. A diferença entre a Astrologia e os sistemas de adivinhação

A primeira idéia que se faz da Astrologia é que trata-se de um sistema de adivinhação, como o tarô, os búzios, as runas e outros. Por isso é comum se ouvir a pergunta: o que está reservado para mim? Qual é o meu destino?

Os sistemas de adivinhação empregam basicamente a intuição, variável de acordo com a habilidade de quem os utiliza. Eles tratam principalmente da psicologia dos eventos, descrevem fatos e pessoas e costumam servir mais para um momento imediato do que para algo a longo prazo, pois a sua função deles é aconselhar as pessoas e expor o que está em seu interior.

A Astrologia não é um sistema de adivinhação como os outros. Em primeiro lugar, porque há muito emprego da lógica. Em segundo, porque os outros sistemas são imediatos, ou seja, joga-se os búzios e os resultados aparecem. Já a Astrologia se baseia em um mapa, no mapa da pessoa que deseja saber algo a respeito do seu futuro. E, em cima deste mapa da pessoa, são feitos estudos, e depois disso é que se pode falar a respeito de futuro. O astrólogo precisa ter uma 'visão geral' de tudo para conseguir determinar tendências.

Outra diferença é que os eventos da Astrologia não são descritos de forma emocional. Alguém pode tirar as cartas e dizer: 'vejo que você está triste'. Na Astrologia, identifica-se o problema da pessoa, e não o modo como ela está reagindo a ele. Notam-se os setores de vida (amor, saúde, trabalho, etc) que estão envolvidos e qual a tônica existente neles (mudanças, diluição, estagnação, etc).

Abaixo, você irá conhecer os três principais métodos empregados pela Astrologia para observar qual é o seu momento presente e quais são as tendências para o futuro. Aliás, o seu futuro costuma ser previsto para cerca de um, no máximo, dois anos, pois mais do que isso seria antecipar demais coisas que você precisa viver gradualmente.


2. O Método de Previsão: Progressão Secundária

A Progressão Secundária é baseada no fato de que 'a cada dia de sua vida, corresponderá um ano'. Ou seja, os eventos que ocorreram no seu décimo dia de vida tenderão a ter alguma semelhança com o seu décimo aniversário. O nome 'progressão' evoca algo que vai lentamente acontecendo, e isso é muito verdadeiro, pois, nesse método, a orbe, ou seja, o grau de aproximação de um planeta, já deve ser bastante próximo para ser 'sentido'.

A Progressão Secundária descreve de forma notável mudanças interiores por que passamos. O principal planeta na Progressão é a Lua, pois a cada dia ela se move treze graus, que é o mesmo que ela se move em um ano de Progressão secundária. E se ela leva 28 dias para voltar ao mesmo grau e signo em que estava quando você nasceu, ela também leva 28 anos progredindo pelo seu mapa até voltar ao seu ponto de partida.

Assim, embora você nem se aperceba, você tem períodos de cerca de 2 anos e meio em que uma determinada atmosfera emocional vigora em sua vida, e em que um determinado tipo de temática se torna mais relevante para você. Quer um exemplo? Se você é um leonino e a sua Lua progride por Leão, você pode sentir que está tendo mais energia do que nunca, que está manifestando-se de uma forma extrovertida e alegre. Mas talvez você esteja, também, mais propenso a ter seu orgulho ferido com grande facilidade. Outro exemplo: se a Lua progride pela sua décima casa natal, da sua profissão, você sente um grande desejo de se realizar nesse campo e essa pode ser uma fase em que você obtém reconhecimento e recompensas profissionais. Ou em que você corre atrás do que deseja, estando psicologicamente muito voltado para fora.

A Lua progredida marca experiências emocionais muito nitidamente. Assim, se ela entra em contato com o imprevisível Urano, talvez a sua vida sofra uma grande mudança e você rompa com coisas que venham atrapalhando!


3. Método de Previsão: Revolução Solar

A Revolução Solar é um mapa levantado para a hora e minutos exatos em que o Sol naquele ano passar pela mesma posição em que esteve quando você nasceu. Esse mapa terá validade a partir do seu aniversário, e durará até o próximo, quando um novo mapa será levantado.

A Revolução Solar é um dos mais fascinantes sistemas que se conhece para prever algo em detalhes. Aquele mapa revela com muita precisão as áreas mais calmas e turbulentas da sua vida, aquilo que flui mais fácil, aquilo que passa por mudanças, onde você encontrará surpresas, armadilhas e facilidades, e qual é o assunto principal do ano, no caso, determinado pela posição do rei Sol.

A Revolução Solar é um método muito prático, pois pode servir para aconselhar alguém. Por exemplo, se nela o planeta Plutão ocupa a quarta casa, você já pode dizer ao seu cliente que aquele pode não ser um ótimo ano para se comprar imóveis e fazer mudanças de casa, pois é provável que venha a ocorrer muita intensidade envolvendo tudo isto. Da mesma forma, se Urano ocupa a décima casa, da profissão, é possível que você deseje fazer uma grande 'virada' nesse setor, de forma a atuar de forma mais criativa e de acordo com os seus talentos. Se você está procurando um amor, e Vênus ocupa a sua terceira casa, das viagens, é possível que você o conheça em outra cidade, ou então passeando ou fazendo um curso. E assim por diante.


4. Método de Previsão: Trânsitos

Depois que você nasceu, os planetas continuaram a se mover no céu, até que um belo dia um deles fica exatamente no mesmo grau de um planeta seu, e a isso se denomina um trânsito. Um trânsito é um ângulo exato com um planeta seu, e o planeta que está formando o trânsito irá trazer a temática dele para o seu planeta.

Os trânsitos acontecem diariamente no nosso mapa, porque os planetas mais rápidos, da Lua a Marte, estão sempre formando um ângulo com um planeta nosso. Por isso, os trânsitos mais importantes são aqueles formados pelos planetas lentos, pois um planeta lento demora até chegar a fazer ângulo com um planeta nosso, e este ângulo também fica formado por muito tempo, propiciando a oportunidade de importantes mudanças em nossa vida.

Quer um exemplo? Júpiter leva doze anos para percorrer o nosso mapa, o que significa que ele fica mais ou menos um ano em cada uma das nossas doze casas. Durante a sua 'estadia' por uma casa, Júpiter irá fazer com que aquele assunto flua melhor, com que tenhamos mais sorte e expansão naquela área.

Já Saturno leva cerca de 28/29 anos para fechar um ciclo, por isso essa idade costuma ser um marco, uma época em que realmente amadurecemos e começamos a cuidar de nós mesmos. Antes disso, ainda temos muita ajuda dos nossos pais (e também somos ainda muito produtos de nosso meio e criação), embora possamos não perceber ou admitir isso.

Os trânsitos que ocasionam profundas mudanças são os de Urano, Netuno e Plutão, que costumam durar mais de um ano. Quando em aspectos fluentes, incorporamos as mudanças mais facilmente. E, quando em aspectos desafiantes', podemos resistir um pouco. Por exemplo, você é apaixonado por uma pessoa que não corresponde aos seus sentimentos. Um dia, aquela pessoa diz que não dá mais para continuar. Você acha isso péssimo, não entende essa mudança. Um ano depois depois você se apaixona por alguém que realmente adora você! Os trânsitos 'difíceis' são 'a escrita certa por linhas tortas' de que tanto ouvimos falar. O desafio é começarmos a entender o que está sendo solicitado de nós. Nossa reação aos trânsitos (fluentes ou difíceis) depende muito do que já percorremos como indivíduos e de nossa visão de mundo.

Os trânsitos costumam descrever com exatidão coisas geralmente externas a nós, mas que nos influenciam grandemente. Por exemplo, os nascidos durante a década de 60 foram influenciados em massa pelo espírito daquele época. E quando você, mais novo, não compreende como é que podia se usar aquelas cores berrantes e calças bocas de sino da década de 70 talvez você não estivesse lá para sentir qual era o espírito que fazia as pessoas quererem algo exuberante.

Um trânsito geralmente está muito ligado a um evento em sua vida (claro que apoiado, de fato, mesmo, é em mudanças dentro de você): uma viagem ao exterior, uma vibrante oportunidade profissional, um relacionamento que já acabou e precisa se romper, etc.