quarta-feira, 8 de junho de 2016

A Lua nas Casas da Revolução Solar, por Alexandre Volguini.

A Lua na I Casa é sempre uma posição perigosa para a saúde, sobretudo quando se trata de um tema feminino, pois essa posição, caso esteja mal aspectada, anuncia perturbações funcionais ou doenças. Nos temas masculinos, essa posição prenuncia que as mulheres desempenharão um papel importante no ano que começa. Se a Lua governa a II ou a X Casa anual, a influência da mulher se exercerá sobre a situação; os aspectos esclarecerão, em cada caso particular, se essa intervenção feminina será favorável ou não ao sujeito. Psicologicamente, tal posição torna mais sensível e impressionável, conferindo uma grande instabilidade e uma tendência às mudanças (sobretudo próximo do Ascendente).

A Lua na II Casa predispõe a algumas flutuações financeiras, que ocorrem geralmente nos momentos dos aspectos simbólicos ou reais. Afligida, ela pressagia o perigo de alguns roubos ou de perda.

A Lua na III Casa é principalmente o indício dos deslocamentos. Ela influencia também as relações do sujeito com o meio ambiente e, mal aspectada, leva a temer desavenças com as mulheres com quem se convive e desenvolve as doenças ocultas. Se ela recebe um aspecto de Saturno, é possível deduzir que há pouca intimidade com o meio ambiente; com um aspecto desarmônico de Netuno ou de Mercúrio, críticas e confusões; mal aspectada por Marte, discussões, disputas e desavenças.

A Lua na IV Casa anuncia algumas mudanças na família ou no lar. Essa posição levanta frequentemente a questão da mudança de domicílio; num signo fixo e em mau aspecto de Saturno, essa mudança provavelmente não ocorrerá ou fará surgir dificuldades quase insuperáveis, mas essa posição provocará um descontentamento do sujeito a respeito de sua residência; caso se trate do tema de um fazendeiro, as colheitas serão más; dignificada e bem aspectada, a Lua favorece a agricultura. Recordemos que a Lua estava na IV Casa da Revolução Solar que precedeu o primeiro casamento de H. P. Blavatsky.

A Lua na V Casa predispõe a mudanças nos sentimentos e na vida sentimental. Afligida, leva a temer as traições. Nos temas femininos, a Lua na V ou na VII Casa parece favorecer a concepção e é encontrada, de modo muito frequente, nos anos de gravidez. A presença de Júpiter na V ou na X Casa favorece também a fecundidade. Nos temas de pessoas de idade, essa posição diz respeito às crianças ou às especulações. Se a Lua está dignificada e bem aspectada, é indício de sorte no jogo ou na loteria. Se governa a III ou a IX Casa e não se encontra em signo fixo, é possível deduzir numerosas viagens de recreação (o mesmo ocorre se a Lua está na III ou na IX Casa e governa a V casa).

A Lua na VI Casa é uma posição bastante perigosa para a saúde, sobretudo num tema feminino. Se a Lua está afligida, é também um presságio desfavorável para o comércio.

A Lua na VII Casa marca o auxílio proveniente da mulher. Segundo os aspectos, essa posição anuncia uma modificação, vantajosa ou não, na vida conjugai, social ou nas associações. Se a Lua forma uma oposição com o Ascendente, devem-se prever algumas flutuações de saúde, particularmente nas mulheres. Por último, nos temas femininos, essa posição favorece a concepção.

A Lua na VIII Casa significa um mau ano para iniciar um processo (a não ser que ela ocupe o signo de Touro ou de Câncer). Dignificada, parece favorecer mais as finanças do cônjuge que as do sujeito. Representa também uma probabilidade de doença no meio de convívio (doença da mulher num tema masculino).

A Lua na IX Casa favorece as viagens, sobretudo em família ou com pessoas íntimas, e parece exercer ótima influência (mesmo com um mau aspecto) sobre as experiências científicas, psíquicas e ocultas, já que aumenta a intuição e pode proporcionar momentos de inspiração.

A Lua na X Casa pressagia uma grande atividade e mudança nos negócios ligada ao crescimento ou, pelo contrario, à perda da popularidade. Se a Lua é regente da VII Casa (natal ou anual), essa posição pode pressagiar o casamento. Se estava, no momento do nascimento, na IV Casa ou se governa essa Casa na Revolução Solar, tal posição conduzirá a uma mudança nos negócios imobiliários ou familiares.

A Lua na XI Casa anuncia uma mudança nos projetos ou esperanças. Nos temas masculinos, favorece as relações femininas (sem graves aflições, evidentemente).

A Lua na XII Casa cria sempre o temor das inimizades difíceis de apaziguar. Geralmente, é o índice de um ano desfavorável para as viagens, para o início de um comércio e para os empreendimentos que exijam um bom renome ou publicidade; é também indício de preocupações ou aborrecimentos provenientes de uma mulher.