sexta-feira, 10 de junho de 2016

Astrologia e Capitalismo, por Catherine Aubier

Descoberto em 1781 pelo astrônomo Herschell, o planeta Urano foi associado ao desenvolvimento do capitalismo e às grandes realizações da era industrial. Seu caráter explosivo, aventureiro e inovador, à semelhança dos grandes aventureiros fundadores de empresas, tem se mostrado frequentemente oposto aos valores netunianos, planeta do comunismo e do coletivismo.

O hiperindividualismo de Urano tende a um avanço do indivíduo, que se insurge e se expande em criações planetárias bastante comparáveis aos trustes e às multinacionais, esses gigantescos focos de invenção e poder. Urano corresponde, de fato, às tendências prometeicas do capitalismo internacional, assim como à vocação expansionista e futurista dos capitães de indústria — segundo o modelo americano.