sábado, 11 de junho de 2016

Vênus Retrógrado nos Signos, por Martin Schulman.

VÊNUS RETRÓGRADO EM ÁRIES

Aqui o indivíduo está mais confortável na Fase I, onde vive na expectativa de criar todo sentimento que lhe trará autoestima. Sendo bastante autoconsciente, constantemente se preocupa com o que os outros pensam ou sentem a seu respeito. Pode tornar-se defensivo se sentir que os outros o estão colocando em dificuldades e por esta razão tende a passar muito tempo sozinho.

Ele é muito sensível às concepções que os outros fazem de si mesmos, e quando sente que a autoavaliação negativa de alguém pode passar para ele, afasta-se rapidamente.
Uma de suas dificuldades é a tendência a tirar conclusões precipitadas a respeito de seus sentimentos. Ele preconcebe suas percepções a tal ponto que, ao invés de fluir com o que a vida tem a oferecer, ele formula seus sentimentos a respeito de certas experiências antes mesmo de tê-las experimentado. Entretanto, ele procura por estas experiências para verificar se seus preceitos estavam corretos.

Para esta pessoa, o casamento não é uma tarefa fácil, pois a falta de confiança aliada a muito autoenvolvimento o impedem de experimentar de maneira íntima a riqueza completa de outro indivíduo. O tédio que geralmente sente não é com a vida ou com outras pessoas, mas, antes, é um intenso tédio consigo mesmo. Ao invés de enfrentar e compreender isto, ele muitas vezes se esforça para preencher sua vida com um divertimento após outro, até que esteja convencido de que não tem nada a ver com seu problema. No dia em que aprender a gostar de si mesmo, toda sua vida se transformará.

Ele está trabalhando no sentido de superar um Carma passado, no qual ele estabeleceu uma separação entre seus próprios sentimentos e os sentimentos coletivos dos outros; e é o resíduo desta sutil alienação das pessoas que o mantém fugindo de si mesmo até que perceba que toda elaboração de suas atitudes, com relação a si mesmo e aos outros, nada mais é do que aquilo que existe em sua própria mente. A Fase I faz com que permaneça no Carma, mas as Fases II e III lhe mostram o caminho para casa.

VÊNUS RETRÓGRADO EM TOURO

Aqui o indivíduo está mais confortável durante a Fase III do Processo Retrógrado, onde ele pode mergulhar em tudo que sente ter alcançado no passado. Ele está constantemente identificando seu senso de segurança e sentimentos de autovalor com o que inconscientemente realizou ou acumulou para si mesmo de encarnações anteriores, bem como de todo momento antes do presente.

Em alguns casos este indivíduo está carmicamente preso a um amor de uma vida passada, que nunca foi totalmente realizado. Como resultado, a quantidade ou a qualidade de amor nesta vida parece nunca realmente ser suficiente para preencher o espaço vazio deixado por este relacionamento passado. Ele está habituado a sentimentos de absoluta segurança e não se decidirá por um amor nesta vida que ofereça menos.

Em sua juventude, tende a ser tímido e durante toda a vida ele se retrai em si mesmo enquanto silenciosamente pede aos outros para que o tragam para fora. Ele deseja ser alcançado e tocado, mas não quer admiti-lo; ele tenta silenciosamente trazer os outros para si, e, ao mesmo tempo, tem medo deles. Seu maior problema está em sua tendência a cristalizar determinados sentimentos muito cedo na vida e, enquanto os anos e as circunstâncias de experiências passam, ele continua repleto de sentimentos passados, tentando desesperadamente reaplicá-los a cada nova situação. Quando isto não funciona, ele inconscientemente começa a acreditar que pelo menos uma parte do mundo o está ignorando.

Suas expectativas com o sexo oposto são geralmente irrealistas, devido às intensas ilusões que tem mantido por tantos anos.

Se existe um indivíduo capaz de acumular uma mágoa após outra, até que realmente esteja carregando uma árvore invisível de mágoas, este será a pessoa com Vênus Retrógrado em Touro.

VÊNUS RETRÓGRADO EM GÊMEOS

Aqui o indivíduo passa muito tempo tentando aprender o que os outros pensam a seu respeito. Frequentemente ele muda de ideia sobre o que gosta ou não, para alinhar-se com quem quer que esteja consigo no momento; e isto porque precisa de feedback das pessoas a fim de compreender aquelas partes de si mesmo das quais pensa gostar. Como resultado, sua vida se torna mais voltada à aceitação do que a uma meta.

Devido às qualidades mutáveis de Gêmeos, este Retrógrado pode atuar nas três fases, mas, aqui, Vênus nunca alcança totalmente a riqueza pessoal que está tentando estabelecer. Pelo contrário, tudo acontece em níveis de pensamento onde a natureza do amor do indivíduo finalmente se baseia em ideias e conceitos ao invés de em sentimentos pessoais. É importante compreender que uma vez que a natureza do amor está constantemente se reidentificando devido aos pensamentos que recebeu dos outros, este indivíduo é menos pessoal consigo mesmo do que a maioria das pessoas. Ele tende a focar a maior parte de sua vida nas ideias dos outros, que ele compreende muito pouco. Como resultado, seus relacionamentos tendem a deixá-lo confuso.

Tendo dificuldades com o sexo oposto, ele procura razões dentro de si mesmo para explicar o desconforto que sente em sua presença. O problema é que a sua parte mental (Gêmeos) possui qualidades masculinas dualistas, enquanto a sua parte emocional (Vênus Retrógrado) tem qualidades femininas, obstinadas por natureza.

Esta mistura cria uma vibração cruzada que resulta em insegurança quando ele é confrontado com situações sexuais. Todo ser humano é parte masculino e parte feminino, mas durante os anos de formação da infância, as qualidades mutáveis de Gêmeos, influenciadas pelo efeito Retrógrado, tornam difícil para o indivíduo estabelecer uma identidade sexualmente forte na qual ele possa acreditar firmemente.

Quando cresce, entretanto, e revive alguns de seus conceitos da infância, ele começa a mudar a elaboração de seus pensamentos para uma nova compreensão de seu lugar na humanidade. Finalmente ele vê o amor não como sexual, mas sim como uma aceitação universal de sua semelhança com a humanidade. Para chegar a isto, ele precisa superar um Carma de vida passada na qual ele passou por dificuldades para identificar as partes masculina e feminina de si mesmo. Na vida atual, ele tenta inconscientemente satisfazer a ambas até que percebe que sua identidade não está baseada em nenhuma delas, mas sim na interação das energias positivas e negativas que, quando combinadas, são a fonte de todo pensamento criativo.

VÊNUS RETRÓGRADO EM CÂNCER

Aqui o indivíduo está mais confortável na Fase III onde constantemente revive o papel inicial de sua infância, na relação com seus pais. No homem isto pode significar um forte "complexo de Édipo" no qual ele nunca realmente compreendeu seu amor por sua mãe. O equivalente na mulher surge como o "complexo de Eletra". Em ambos os casos, o indivíduo continua afirmando que ele não quer depender de ninguém, mas debaixo de tudo isto ele realmente não sabe como abandonar os sentimentos de proteção que precisava em sua infância.

Vivendo através de um Carma de dependência, cada passo em direção ao futuro o leva cada vez mais para perto do útero que ele nunca quis deixar. Ele reconstrói sua vida com pessoas que representam todos os principais conflitos da infância dos quais não sabe como se libertar. Um de seus maiores problemas é que ele tende a elaborar sentimentos e reações às pessoas, baseado em memórias passadas de quem elas o fazem recordar. Infelizmente, cada vez que age assim, ele se prende mais no Carma.

No casamento, ele projeta em sua esposa os sentimentos iniciais que eram dirigidos aos seus pais. Em alguns casos ele até se casará com uma pessoa que o faça se lembrar do pai ou da mãe. Baseando muitas das opiniões sobre si mesmo no que os mais velhos pensam dele, este indivíduo precisa aprender a trabalhar no desenvolvimento de sua própria avaliação a respeito de seu valor.

Todos os seus sentimentos são baseados na visão do mundo como uma estrutura familiar. Isto lhe dá uma concha de proteção da qual ele pode espiar tudo o que vê à sua volta.

Curiosamente ele também reclama que esta concha o impede de experimentar tudo o que gostaria. Contudo, sua maior força vem mais tarde na vida, quando se torna importante dar a seus próprios filhos e netos toda a segurança e conforto em torno dos quais seus valores foram construídos.

VÊNUS RETRÓGRADO EM LEÃO

Aqui o indivíduo está mais confortável durante a Fase I do Processo Retrógrado. Possuindo um complexo de poder extremamente forte, ele se projeta em tudo que faz. Quando influenciado, pode dar muita força para os outros, mas nem sempre tem certeza da sinceridade deles, tendendo a julgá-los silenciosamente.

Algumas vezes, ele testa as pessoas para verificar se elas merecem a sua companhia. Como resultado, tende a colocar mais fardos sobre si mesmo do que na realidade precisa. Mas, ao mesmo tempo, estes fardos aumentam seus sentimentos de autoestima. Fazendo o papel de mártir, ele pode se convencer que tem uma cruz a carregar no sentido de dar um amor que não é valorizado.

Seu maior problema é querer ser dominador e expansivo, mas a vibração Retrógrada nem sempre provoca, nos outros, o efeito que ele está, com muito esforço, tentando alcançar. Durante a Fase I, ele pode realmente assustar os outros pelo poder de sua franqueza e, então, percebendo a reação negativa que provocou, ele se afasta daqueles mesmos indivíduos dos quais quer estar perto, ao invés de admitir que foi ele quem reagiu excessivamente.

Esta posição de Vênus é menos prejudicial ao indivíduo do que para aqueles que querem sinceramente relacionar-se estreitamente com ele e acham muito difícil.

Ele traz consigo a esta vida um Carma que o envolve em constante exibição. E, quanto mais ele se torna o objeto de exibição, menos será capaz de experimentar a riqueza da interação com os outros, numa base de igualdade.

VÊNUS RETRÓGRADO EM VIRGEM

Esta é uma das posições mais difíceis para Vênus Retrógrado, pois, aqui, o indivíduo traz consigo para esta vida um ideal muito elevado a respeito do que deve ser o amor. Como resultado, ele nunca sente isto nas pessoas com quem se relaciona, pois nenhuma corresponde às suas expectativas. Ele inconscientemente julga as imperfeições que sente e vê nos outros.

Assim, ele não somente se torna relutante em amar, mas também quando é suficientemente afortunado para sentir amor, continua a selecionar este amor até que os sentimentos se tornam simplesmente uma coleção de teorias analíticas.

Ele permanece mais tempo na Fase III, onde se retrai, por medo de ser ferido pelas pessoas. Na realidade, este indivíduo está vivenciando o Carma de ser forçado a compreender as fraquezas humanas, pois a perfeição do amor, enquanto um ideal que todos almejamos, não deve ser encarada como uma realidade na condição humana. É durante esta terceira fase que o indivíduo se pergunta por que nenhum de seus relacionamentos passados preenchiam suas necessidades. E é exatamente esta estrutura de pensamento — "fazer o amor funcionar" — que impede o indivíduo de jamais descobrir o que é a experiência do amor, na realidade. A ação Retrógrada do planeta não apenas o faz julgar as imperfeições alheias, como também, ao dirigir sua energia para o interior, ele tende a transferir este Carma para si mesmo. Como resultado, ele se acha constantemente carente no que diz respeito ao que ele deveria ser aos olhos dos outros.

Ele precisa aprender a se ver claramente e a gostar de si mesmo, não em função de todos os ideais que cristalizou em sua mente, mas numa perspectiva correta da realidade do mundo em que vive.

VÊNUS RETRÓGRADO EM LIBRA

Aqui, Vênus regente se encontra mais à vontade do que em qualquer outra posição. Enquanto o indivíduo é desviado de uma Fase Retrógrada para outra, pelas diferentes pessoas em sua vida, ele chega a se sentir mais necessário. Seu conceito de amor é muito romântico e depende mais das ideias ou coisas que as pessoas representam do que da satisfação de suas próprias preferências e necessidades físicas. Algumas pessoas com esta posição experimentam a homossexualidade, pois a necessidade de amor tenta escapar do convencionalismo da tradição da sociedade. Geralmente existe um antagonismo inconsciente que se manifesta em quase tudo o que faz. Ele dará, desde que ninguém peça, servirá, se ninguém exigir e será o mais obediente, desde que ninguém ordene. Ele reage mal à força, à pressão ou às exigências dos outros.

Sua verdadeira identidade é silenciosamente procurar as necessidades dos outros, e, de algum modo, ser suficientemente útil para preenchê-las. Num nível muito profundo ele não está totalmente certo do que realmente quer para si mesmo. Ele está num constante estado de mudança, tentando se sintonizar com qualquer coisa que os outros achem satisfatória. Muito consciente dos jogos psicológicos da sociedade ele pode, de fato, ser um jogador dos mais habilidosos. Ele convencerá a si mesmo que certas pessoas não podem viver sem ele, quando isto na verdade é uma projeção de sua própria necessidade, ao inverso.

Ele pode ser feliz ao se satisfazer com qualquer pessoa que se adapte às suas preferências inconscientes, porque ele verdadeiramente não se relaciona com os outros, mas simplesmente se divide em dois — e então, usando o outro indivíduo como um espelho da parte de si mesmo com a qual quer se identificar no momento, acaba fazendo amigos, falando, e, sim, até mesmo fazendo amor consigo mesmo!

Seu Carma está enraizado no equilíbrio de seus sistemas de valores através dos relacionamentos e, somente quando tiver certeza disto, ele se dedicará e verdadeiramente defenderá a ideia que mais ama.

VÊNUS RETRÓGRADO EM ESCORPIÃO

Esta é uma posição muito difícil para Vênus Retrógrado, pois o impulso de Escorpião continua impelindo o indivíduo para além de sua própria satisfação. Ele nunca se sente realizado, mas sem dúvida tudo que está procurando está bem ali, na próxima esquina ou escondida num compartimento em sua mente. Como permanece muito tempo na Fase I, ele busca uma satisfação futura, mas infelizmente continua pensando que encontrará seu ideal em outra pessoa, lugar, ou situação em vez de nos mais profundos recessos de seu próprio ser. Ele é profundo e reservado a respeito da natureza do seu amor e ao mesmo tempo muito curioso a respeito dos sentimentos íntimos dos outros. Como tal, por tudo que vê em outros, tem dificuldade para experimentar o que está procurando em si mesmo.

Ele passa por longos períodos nos quais tem certeza que sua insatisfação é sexual, mas é muito mais do que isto. A verdade e que, em encarnações passadas, ele teve experiências que fizeram com que não gostasse de si mesmo em níveis inconscientes. Ele se sente alienado dos ideais que percebe dentro de si. E, por mais que tente, parece incapaz de se convencer de seu próprio valor.

Enquanto estes padrões permanecem, ele tende a se comportar de uma maneira que somente reforça sentimentos interiores de fracasso e que o afastam mais de tudo que ele verdadeiramente quer. Em alguns casos, a raiz do problema pode bem ser o amor de uma vida passada do qual ele esperou muito e que no fim o decepcionou. No caso disso ter acontecido, geralmente há uma repetição desta mesma experiência muito cedo nesta vida.

Ele tem dificuldade para se sentir completamente à vontade com pessoas do sexo oposto e, até que se confronte consigo mesmo, pode inventar muitas razões para isto. Ainda assim, ele não permite se tornar vulnerável aos outros em seus níveis mais profundos, pois foi magoado no passado.

Aprender a perdoar é importante para aqueles com esta posição de Vênus, mas o indivíduo deve compreender que não é possível perdoar sem esquecer. Com esta posição, o indivíduo pode atuar durante as três Fases Retrógradas, mas sua maior evolução ocorre na Fase III, onde, através da reavaliação de tudo que viveu, ele pode transcender os sentimentos de níveis Cármicos inferiores em seu passado.

VÊNUS RETRÓGRADO EM SAGITÁRIO

Esta é uma posição muito solitária para Vênus Retrógrado. O indivíduo valoriza mais sua liberdade do que a intimidade pessoal que Vênus promete. A Fase I do Processo Retrógrado é enfatizada e por isso ele continua se projetando de um arco-íris para outro, nunca permanecendo num lugar o tempo suficiente para permitir que Vênus absorva a vibração total de seu meio ambiente. Ele não segue facilmente os conselhos dos outros. De todas as posições do Zodíaco, ele experimenta o máximo e ao mesmo tempo sente que ainda está perdendo alguma coisa.

Esta é também uma colocação difícil para o casamento e frequentemente é motivo de divórcio, devido a uma natureza excessivamente inquieta. Há dificuldades em satisfazer tudo o que o indivíduo sente que precisa, e como resultado ele muitas vezes é desconcertante para os outros. Ele vê o mundo como um enorme self-service com uma incalculável quantidade de ofertas a serem saboreadas, e não gosta de se envolver profundamente em qualquer coisa. A quantidade de experiências de vida torna-se mais importante do que a qualidade. E enquanto sua mente superior vagueia pelas longínquas regiões do universo, procurando um lugar no qual se sinta à vontade, ele tende a ignorar cada pássaro na mão e procurar por dois voando.

Seus ideais, vindos de existências anteriores, são elevados e, embora nem sempre viva de acordo com eles, continua procurando pessoas, lugares e circunstâncias que o façam se sentir mais perto destas experiências passadas. Geralmente ele tem um bom senso de autovalor e um "ego" muito forte que o mantêm sadio, mergulhando em si mesmo em quase tudo que a vida tem a oferecer. Embora esta posição seja difícil para relacionamentos íntimos duradouros, ela dá ao indivíduo uma variedade muito colorida de experiências de vida. Em encarnações passadas ele aprendeu a desenvolver uma compaixão natural pelo mundo à sua volta, da qual ele agora depende muito mais, para o seu conhecimento, do que das palavras de livros ou professores.

VÊNUS RETRÓGRADO EM CAPRICÓRNIO

Nesta posição, Vênus geralmente significa um casamento com pessoa mais velha ou com um indivíduo que simbolize autoridade do passado. Algumas vezes a esposa lembra as restrições impostas durante a infância e, em outros casos, traz de volta as restrições impostas ao indivíduo numa vida anterior.

O período mais confortável é durante a Fase III, onde épocas passadas que representaram proteção e segurança são repetidas, enquanto o indivíduo continua procurando experimentar novamente relacionamentos protetores. De muitas maneiras, ele é um colecionador, seja de antiguidades ou de fatos memoráveis acontecidos num tempo anterior na História, ou mesmo de pessoas, que sempre simbolizam sua necessidade de levar as coisas a um término que ele sente ser necessário.

Sua vida é cheia de vultos, contornos e formas, pois tudo que sente ele deseja cristalizar dentro de si mesmo a fim de satisfazer o senso de segurança que está tentando estabelecer. Ele pode parecer maduro para sua idade durante a juventude, mas durante todo o tempo está interiormente revoltado com todas as restrições que sente à sua liberdade. Ele retém pensamentos, ideias e sentimentos (inclusive os negativos) por muitos anos, e tende a negar a si mesmo, durante a primeira metade da vida, prazer ou alegria na esperança de alguma promessa maior em outra época. Quando fica mais velho, entretanto, percebe o quanto tentou recriar seu passado e o quanto isto o limitou. Então, muda radicalmente e começa a ter um ponto de vista mais prático com respeito às suas próprias necessidades. Durante o tempo todo, ele se sente fora de sintonia com as pessoas de sua própria idade ou próximas a ela. Em essência, ele vive sua vida às avessas, experimentando as responsabilidades da velhice em sua juventude e a liberdade de sua adolescência durante a velhice.

Este é um dos horóscopos que indicam um Carma de família. Geralmente existe tal desequilíbrio vindo de uma encarnação passada, e, repetido durante os primeiros anos desta vida, o indivíduo passa a maior parte do seu tempo fugindo de si mesmo, e então, mais ou menos no meio da vida, ele o percebe e tenta recuperar tudo que sabe ter perdido.

VÊNUS RETRÓGRADO EM AQUÁRIO

Aqui o indivíduo está mais confortável durante a Fase I do Processo Retrógrado, onde pode explorar as necessidades que ele vislumbra, antes de elas serem reais em sua vida. Às vezes ele pode ser autoritário em seu desejo de ajudar os outros, a ponto de poder, na verdade, atrapalhá-los sem querer. Ele é muito independente e não aceita facilmente restrições ou limitações em sua vida.

De vez em quando, ele distribuirá seus afetos entre tantas coisas, pessoas e experiências, que os indivíduos próximos a ele irão se sentir impedidos em suas próprias habilidades para focar suas energias. A maioria desta dispersão, entretanto, é simplesmente um reflexo de sua natureza altamente variável. Ele geralmente é sensível demais ao seu meio ambiente e precisa continuar mudando sua maneira de encarar a vida a fim de se sentir equilibrado.

Ele pode ser um rebelde, e gosta de sua liberdade. É muito sensível às imposições das vontades de outras pessoas, mas, ao mesmo tempo, sente que sabe o que é melhor para os outros. Assim, há uma tendência de existir uma falta de perspectiva em seus relacionamentos pessoais.

Ele tem um ávido interesse em quase tudo, e tende a se envolver com pessoas das mais estranhas. Tudo que for convencional é muito tedioso para concentrar sua atenção durante muito tempo, embora ele precise se sentir seguro. Ele, na verdade, é bem menos seguro de si mesmo do que gostaria que os outros soubessem.

Durante a Fase I ele explora ativamente o desconhecido, enquanto na Fase III ele reexplora o desconhecido ou alguns conhecimentos pouco usados do passado. É durante esta terceira fase que muitas pessoas com esta posição gostam de explorar civilizações antigas ou documentos pouco conhecidos, de outros períodos da História. Para muitos, isto traz um grande interesse em Astrologia e em assuntos esotéricos. Com todas as artificialidades da vida desnudadas, esta é uma pessoa muito solitária. Sua necessidade impessoal de ajudar os outros é realmente um disfarce de sua tentativa de voltar para uma humanidade que, em outra encarnação, de algum modo o rejeitou. Assim, ele não espera nunca uma intimidade completa por um grande período de tempo, mas se contenta em apenas saber que suas crenças e ideias agora estão sendo aceitas. E ele se desviará muito de seu caminho, apenas para ganhar esta aceitação.

VÊNUS RETRÓGRADO EM PEIXES

Aqui o indivíduo passa a maior parte do tempo na Fase III do Processo Retrógrado, pois continua reabsorvendo o sonho de amor que passou. Ele experimenta muita solidão e silenciosamente sente que está afastado da realidade tangível, que ele pensa querer. Muito romântico em encarnações passadas, continua recuando para fantasias passadas. Ele é pouco convencional e gosta de pensar em si mesmo como sendo independente, desde que tenha alguém em quem se apoiar. Tendo sido muito impressionável quando jovem, muito do que vive é uma reencenação dos contos de fadas com os quais se identificou quando criança. Geralmente só quando atinge a meia-idade é que ele realmente começa a perceber isto.

Ele é uma pessoa muito difícil de se alcançar porque é realmente possessivo das ilusões que o impedem de ver a si mesmo, e toda vez que este espelho está para se despedaçar ele recria novos prolongamentos para estas fantasias, a fim de se libertar tanto quanto possível das restrições que sente em sua realidade presente. Ele não se sente verdadeiramente confortável nas circunstâncias que o cercam nesta encarnação. No entanto, não percebe que ele mesmo as escolheu; e nem quer percebê-lo. Ele acha fácil acreditar que a vida o tem arrastado para a frente, às vezes mesmo contra sua vontade. Ele tem muito medo de ser possuído tanto por pessoas como por circunstâncias que possam, em alguma época futura, lhe fazerem exigências. Em sua insegurança inconsciente ele sente que talvez não seja capaz de enfrentar estas exigências. Assim, ele dá a si mesmo mais motivos para fugir de seus verdadeiros sentimentos interiores.

Esta posição de Vênus tende ao masoquismo, provocando muitas situações que punem o Ser cósmico e ao mesmo tempo causam grande sofrimento ao Ser pessoal inferior. Quanto mais esta pessoa permite que ilusões passadas penetrem seus sentimentos presentes, mais ele se afasta de quaisquer sentimentos do presente que ele diz querer experimentar.

No relacionamento com os outros, ele tende a se refugiar na sombria névoa Pisciana que o envolve como uma proteção contra o presente.

Esta é uma das posições mais difíceis para a realização do amor pessoal, e, como tai, ele precisa trabalhar no Carma de retirar suas expectativas do plano pessoal de esperança para o Ser inferior, e em seu lugar começar a experimentar uma harmonização Divina sobre a qual possa basear sua realidade.

Muitos indivíduos com esta posição experimentaram a perda do amor pessoal numa encarnação passada. Agora, nesta vida, eles inconscientemente continuam procurando os aspectos deste amor em toda pessoa que encontram, até o dia em que percebem que suas Almas escolheram serem transformadas além das necessidades de uma gratificação egoísta. Como resultado, o sofrimento nesta posição é encontrado durante a Fase III do Processo Retrógrado, que se transforma numa doação ativa para a humanidade, quando o indivíduo impessoalmente vai para a Fase I.