sábado, 11 de junho de 2016

Júpiter Retrógrado nos Signos, por Martin Schulman.

JÚPITER RETRÓGRADO EM ÁRIES

Aqui o indivíduo está mais confortável na Fase I do Processo Retrógrado, onde a expansibilidade de Júpiter preenche a necessidade por expectativa futura. A dificuldade é que o indivíduo encontra cada nova situação com ideias preconcebidas de como ela será. Como resultado, ele tende a tentar controlar as circunstâncias de sua vida ao invés de fluir com cada nova experiência. Com esta posição há uma grande vontade de experimentar novamente o passado: enquanto o indivíduo acreditar estar indo para o futuro.

Frequentemente existe um forte senso de autointegridade que domina a maioria do pensamento. Isto é acompanhado por um grande espírito de liberdade num nível mais instintivo.
O indivíduo está lutando por autorespeito e tem tendência a julgar quem ele considera de menor valor moral do que ele mesmo. Ele pode se tornar dogmático no que diz respeito à identificação religiosa ou espiritual e algumas vezes comete o erro de classificar os indivíduos de acordo com as filosofias que estes se atribuem.

Ele possui uma inquietação interior que o impede a provar tudo que ainda não experimentou.

Ele também pode ser infantilmente ingênuo, não percebendo completamente a situação ou circunstância na qual está se jogando, Quando ele vê o quadro completo, frequentemente tem que recuar. Este tipo de comportamento é extremamente difícil no casamento pois oferece pouca estabilidade ao companheiro.

Carmicamente o indivíduo está aqui para aprender suas próprias verdades pessoais nos níveis mais básicos. Ele está continuando a lição de que ser honesto consigo mesmo é a chave para sua maior segurança.

JÚPITER RETRÓGRADO EM TOURO

Este indivíduo está mais confortável na Fase III do Processo Retrógrado, onde ele pode criticar tudo que acumulou na vida. Ele concentra muita energia provando que está sempre certo. Isto tende a lhe dificultar a adaptação ao modo de pensar de outras pessoas. Ele justifica continuamente seu comportamento e tende a se fixar em suas filosofias enquanto teimosamente se agarra a conceitos passados.

Muitas vezes ele ganha sua vida através de meios que agora são uma arte quase esquecida, tal como funileiro, sapateiro, gourmet ou encadernador.

Os outros o veem como tendo um problema pessoal relacionado às suas expectativas irrealistas da vida. É importante para ele se sentir dominante e ele se ilude de várias maneiras, desde que conserve o sentimento de estar no controle das circunstâncias em seu meio ambiente externo. Assim, ele vive num mundo que internalizou. E, como resultado, ele se ilude pensando que todo o controle sobre si mesmo é realmente seu controle sobre os outros. Ao mesmo tempo, enquanto pensa estar julgando os outros, na verdade está julgando a si mesmo.

Existe muita insatisfação a respeito do mundo material, pois o indivíduo continua pensando que deveria estar fazendo mais com sua vida do que realmente está. Assim, há uma tendência de pesar suas realizações em comparação com as das pessoas à sua volta e isto apenas faz com que fique mais difícil ele se encontrar. Ele alivia seu Carma quando aprende que as maiores verdades vêm a ele das maneiras mais naturais e apenas às vezes, quando não está tentando impressionar os outros ou se esforçando para isto.

JÚPITER RETRÓGRADO EM GÊMEOS

Esta é uma das posições mais difíceis para Júpiter Retrógrado, pois o indivíduo está sendo ensinado a unificar sua mente superior e inferior depois de vidas de conflito entre as duas. Ele está acostumado a basear suas filosofias de vida nas ideias de outras pessoas. Assim, aprendeu a se tornar inconscientemente afastado de sua própria verdade enquanto seus valores e ideias filosóficas tornam-se influenciados pelos que o cercam.

Ele absorve ideias de um indivíduo após outro sem compreender totalmente o que é verdade para si mesmo. Experimentando inquietação durante a Fase III do Processo Retrógrado, onde ele está assimilando as verdades dos outros, ele fica ansioso para partilhar toda informação que aprendeu para aqueles que vai conhecer.

Durante a Fase I distribui muita informação juntamente com informações falsas, porque ele não tem calma para separá-las para si mesmo.

Ele precisa aprender nesta vida a focalizar suas ideias e gostos e a observar como os outros os utilizam. Frequentemente ele é um observador das vidas alheias que fluem através dele. Isto provoca frustração, até que aprenda a se fixar numa perspectiva prática da vida, distinguindo quais as verdades expressadas pelos outros que deveria adotar e quais deveria desprezar como não sendo apropriadas. Mais do que tudo, ele precisa aprender a não forçar os outros a pensarem como ele, pois seu maior problema é a tendência a acreditar que suas atitudes funcionam melhor para os que ele pensa que precisa ensinar.

JÚPITER RETRÓGRADO EM CÂNCER

Aqui o indivíduo está mais à vontade na Fase III do Processo Retrógrado, na qual ele continua tentando reexpandir as qualidades infantis do seu passado. Ele passa pela vida com uma espécie de inocência, acreditando ser inexperiente. Assim, ele tem muita dificuldade durante sua vida adulta, pois viver no presente tende a arrancá-lo de um período de tempo que talvez tenha representado mais liberdade do que sua realidade atual. Seu conceito de verdade sempre foi mais emocional do que mental. E, como resultado, ele não reage bem à razão, mas, pelo contrário, tenta desenvolver todo seu conhecimento a partir de suas emoções. Isto tende a reenfatizar suas qualidades infantis.

Durante a vida adulta, há uma tendência a restringir as qualidades expansivas de Júpiter dentro dos limites de experiências passadas. Enquanto as energias do planeta tentam se expandir, o indivíduo sente a necessidade Canceriana de se fechar, Entretanto, o movimento Retrógrado de Júpiter empurra este conflito não somente para dentro como também para trás, para o passado. Assim, a pessoa passa por um conflito emocional e mental ao mesmo tempo. Suas lembranças frequentemente são exageradas, pois ele tenta corrigir todas as situações passadas nas quais ele não se expressou totalmente. E tende a repetir suas experiências, como se apenas pela repetição ele se tornasse mais confiante na correção da maneira como se conduziu no passado.

Todo seu conhecimento de vida passada em sua mente superior está sendo testado agora, enquanto lhe é pedido que viva este conhecimento em seu nível emocional. Assim, ele precisa aprender a acreditar sinceramente e a agir de acordo com suas próprias verdades.

JÚPITER RETRÓGRADO EM LEÃO

Aqui a Fase I representa a experiência mais confortável, pois o indivíduo pode incutir nos outros seu entusiasmo pela vida. Ao mesmo tempo, há uma tendência a ficar no autorgulho de tentar viver uma vida moralista.

Ele pode ser rude com os outros, muitas vezes interrompendo seus padrões de pensamento, desejando que o escutem. Este é o tipo de indivíduo que acredita poder ensinar a todos como viver. Ele gosta de acreditar que é nobre e que pode ter realmente vivido uma vida anterior, na qual desenvolveu esta característica, por defender alguma ideia ou princípio poderoso.
Ele gosta de sentir que tudo o que faz na vida simboliza o progresso. Como tal, ele continua se expandindo para aumentar a quantidade de tudo que pensa valer a pena. Sente-se atraído por tudo que pareça trazer uma recompensa. Sendo muito independente não aceita muito bem os conselhos dos outros, mas os ouve e algum dia, no futuro, perceberá as verdades que lhe foram ditas.

Um de seus pontos fracos é a pressa com que tira conclusões durante a Fase I, embora tenha que reavaliar seus julgamentos somente mais tarde. Isto acontece porque a natureza pessoal de Leão frequentemente bloqueia o conhecimento impessoal da mente superior de Júpiter. Esta pessoa pode estar menos em contato com sua verdadeira natureza do que pensa. Suas filosofias e sua visão da vida tendem a ser diferentes das dos que estão à sua volta e para ele é importante aprender que as coisas podem ser diferentes sem serem avaliadas como melhores ou piores. Quando o "ego" aumentado que tão frequentemente acompanha esta posição começa a diminuir, o indivíduo é capaz de experimentar uma das mais belas visões cósmicas do universo.

JÚPITER RETRÓGRADO EM VIRGEM

Com esta posição, um dos problemas mais difíceis com o qual o indivíduo tem que lidar é a falta de perspectiva. Muitos hipocondríacos têm Júpiter Retrógrado em Virgem. Existe um conflito entre o conhecimento íntimo da mente superior, adquirido em vidas anteriores, e as experiências da vida atual da realidade mundana. Ele tende a se fechar para não ver a imagem completa. Assim, ele enxerga partes do todo e chama de "todo" as partes que vê.

Nos relacionamentos com os outros ele é antes um escapista da intimidade do que aquele que busca o calor Jupiteriano. Seu idealismo é tão alto que é impossível para as pessoas viverem de acordo com as expectativas que ele tem a respeito delas. Ele passa pela vida com muitos ideais específicos que formam a cristalização abstrata do que ele está procurando. Como resultado, tende a ser rigoroso, consigo mesmo, bem como com os outros. Frequentemente considerando-se acima dos aspectos mais básicos da vida, ele desenvolve um ego espiritual aumentado. Pela pureza de seus ideais ele chega a acreditar interiormente que pode ser espiritualmente superior aos outros. É aí que cai numa armadilha, lutando contra suas necessidades e se isolando das realidades de sua existência.

Em encarnações passadas ele manobrou a si mesmo na construção de sistemas de crenças irrealistas com os quais tenta viver de acordo, agora. Ele alcançará a satisfação quando parar de tentar ser um símbolo para tudo que pensa que a humanidade espera de si mesma.

JÚPITER RETRÓGRADO EM LIBRA

Aqui o indivíduo se move entre as três Fases Retrógradas de acordo com as pessoas com quem está e as ideias com as quais é confrontado. Os conceitos de beleza e justiça foram tão congenitamente estabelecidos em encarnações anteriores que nem sempre expressa o que sente, se pensar que pode ferir outra pessoa. Se usada negativamente, esta posição pode estar trazendo hostilidade de uma vida anterior. Em muitos casos a identidade da mente superior não pertence verdadeiramente ao indivíduo, mas é um conjunto de ideias de todos que conheceu em seu passado. Quando se torna realmente consciente, ele perceberá que está representando os problemas das pessoas, esforçando-se muito ao procurar realizações que o ajudarão a resolver uma mistura de conflitos que, para começar, não eram seus.

Quando ele percebe isto, é capaz de desprender-se de tudo que anteriormente o incomodou. Então, ele começa a aprender que muito da inquietação que estava sentindo não era sua, mas, sim, os desejos de outros, de que ele resolvesse seus problemas. Quando confrontar seu próprio "ego" pessoal, aprenderá por que não apenas aceitou estes desejos, como realmente os atraiu.

Além disso, ele gosta de se colocar no lugar de outra pessoa para que, de tal ponto vantajoso, possa desenvolver uma visão mais equilibrada das coisas. Mas, quanto mais o faz, menos sabe o que realmente defende. Ele está prosseguindo num Carma de aprender a equilibrar sua mente superior ao invés de vacilar entre pontos de vista. Ele alcançará sua maior alegria quando for capaz de centralizar sua perspectiva a respeito da vida.

JÚPITER RETRÓGRADO EM ESCORPIÃO

Aqui muito tempo é gasto na Fase I do Processo Retrógrado, pois o indivíduo tenta projetar, para os outros, o que acredita ser a verdade. Entretanto, este é o signo no qual a pessoa também está consciente de que o que se convenceu ser a verdade não é, de modo algum, a sua verdade. Assim, ele pode projetar o que superficialmente acredita ser adequadamente completo, embora ao mesmo tempo saiba que está experimentando uma compreensão mais profunda em outro nível.

Ele traz a esta vida memórias de lutas pela honra e, enquanto Vive seu Carma, ele se torna, nesta área, um teste para outras pessoas. Ele pode revelar o pior e o melhor em si mesmo e nos outros ao mesmo tempo. Isto faz com que seja um paradoxo singular, pois ele é alternadamente compreendido e mal compreendido, respeitado e degradado, amado e desprezado, por tudo que representa para outras pessoas. Sua vida é de constante transformação, pois cada dia simboliza novas oportunidades para lutar, o que o ajuda a ficar acima do ser inferior que ele agora vê, mas que ainda o prende na vida atual. Sendo muito extremista, ele defende o céu e o inferno ao mesmo tempo. Seus ideais são geralmente muito elevados, mas durante a primeira metade da vida ele tem dificuldade para arrancar sua mente superior para fora do intenso impulso sexual que trouxe consigo para esta vida.

Em qualquer nível, ele não é aquele a ser limitado, pois as profundezas para as quais ele vai geralmente são alcançadas sozinho e frequentemente é mal compreendido pelos outros. Ele precisa ter sua liberdade para explorar as regiões desconhecidas do universo, que continuam chamando-o.

JÚPITER RETRÓGRADO EM SAGITÁRIO

Aqui o indivíduo gosta da Fase I do Processo Retrógrado. Ele se sente ansioso para experimentar tudo o que o mundo tem a lhe oferecer e acha muito difícil sossegar. Sua mente superior é atraída por milhares de diferentes coisas ao mesmo tempo e ele tenta entender, simultaneamente, cada uma delas de um modo que não o afaste de todas as outras. Quando parece ser superficialmente fútil, ele pode ser profundamente profético, capaz de saber a essência de alguma coisa sem gastar muito tempo falando sobre ela.

Quando esta posição é usada em seu melhor potencial, o indivíduo está trazendo consigo muito do conhecimento universal vivido numa encarnação anterior. Geralmente ele tem um nível de energia elevado e sua inquietação mental faz com que queira espalhar este conhecimento onde quer que vá. Ao mesmo tempo ele tem o hábito de justificar sua própria honestidade e lhe é difícil ouvir conselhos dos outros. Ele não absorve ideias, mas aprende por experiência. Esta posição de Júpiter diminui o impulso sexual e também tende a deixar os relacionamentos num nível mais superficial. De todas as maneiras este é o indivíduo que gosta de pensar por si mesmo e, particularmente, durante a segunda metade da vida, não deseja ser limitado por pensamentos convencionais. Suas ideias a respeito de religião podem ser infinitamente profundas, mas raramente se adaptam às convenções e atividades de qualquer grupo, seita ou igreja. Seu Carma nesta vida é viver por seu próprio conhecimento. Ele precisa aprender a valorizar o que compreende dentro de si mesmo ao invés de testar os valores dos outros contra seus próprios ideais. Se ele se desenvolver, pode verdadeiramente ser um grande professor de todos os que sinceramente procuram a verdade.

JÚPITER RETRÓGRADO EM CAPRICÓRNIO

Aqui o indivíduo experimenta um constante conflito entre as necessidades de Júpiter por expansão, entusiasmo e otimismo e as tendências de Capricórnio para a restrição, sobriedade e discrição. Assim, ele precisa atingir um equilíbrio entre estes dois extremos antes de alcançar a imensa sabedoria de que esta posição é capaz. Ele é muito feliz mais tarde na vida, quando compreende como voltar sua mente superior para valores verdadeiros.

Durante sua juventude ele frequentemente tenta agir como se fosse mais velho. Embora ele possa ser muito sábio, não lhe dão atenção senão mais tarde na vida. Em tipos negativos, esta posição pode ser muito materialista, especialmente quando outros aspectos do mapa sugerem muitas inseguranças pessoais. Mas quando usada em seu nível mais elevado, pode ser muito espiritual. O indivíduo pode ter forte insight religioso que desenvolveu em encarnações anteriores. Além disso, ele tem a habilidade de pesar as coisas até que finalmente elas são ponderadas a partir de uma perspectiva centrada. Em sua vida de ação, entretanto, ele experimenta uma vibração muito forte que o detém e o impulsiona e que nem sempre lhe permite fazer todas as coisas de que gostaria. Ele frequentemente se paralisa por considerar as coisas a um ponto em que está usando mais espaço do que realmente precisa. Neste sentido ele pode exagerar muito a importância das coisas por ver muito da vida como princípios sustentadores ou anuladores que ele acredita defender.

A Fase III do Processo Retrógrado é ressaltada aqui, pois o indivíduo está vivendo um Carma de aperfeiçoar a compreensão de si mesmo e do mundo à sua volta.

JÚPITER RETRÓGRADO EM AQUÁRIO

Aqui o indivíduo está mais confortável na Fase I, na qual está ansioso para experimentar o futuro. Ele quer saber tudo o que a sociedade tradicional ainda não explorou. Esta é uma posição muito agitada para Júpiter Retrógrado, pois o indivíduo é atraído para todos os diferentes caminhos que estão à sua frente, ao mesmo tempo. Ele é um idealista e uma pessoa que busca caminhos. Embora às vezes seja excessivamente zeloso, ele pode ser um grande colaborador para a evolução da humanidade.

Esta é uma posição ruim para o casamento, pois a pessoa acredita que precisa de sua liberdade para que sua mente superior possa atuar em seu melhor potencial. O que ele realmente precisa é de liberdade mental, mais do que física. E o impulso em direção a esta liberdade não vem de situações da vida atual, mas sim do seu instinto de vida passada de transcender fronteiras mentais e espirituais. Ele gosta de viver uma vida de entusiasmo e, ao mesmo tempo em que deseja ajudar a todos, ele afastará qualquer um que deprima seu espírito. Para esta pessoa é difícil voltar sua vida para uma única direção. Ele está mais confortável se movendo aqui e ali, com um objetivo variável. Seu Carma é utilizar sua sabedoria passada em experiências futuras. Para isto, ele viajará muito e encontrará novas pessoas de todas as posições sociais, através das quais pode repartir e expressar ser conhecimento. A natureza Retrógrada do planeta faz disto mais um processo de doar do que de receber, pois ele se permite muito menos receber do que deseja dar para os outros. Algumas pessoas com esta posição têm claustrofobia, pois tentam a todo custo conservar suas vidas livres de tudo que signifique laços.

No lado positivo, esta é uma das melhores posições para a busca do conhecimento superior.

JÚPITER RETRÓGRADO EM PEIXES

Aqui o indivíduo passa a maior parte de seu tempo na Fase III tentando absorver a sua verdade, do mundo à sua volta. Ele pode ser profundamente espiritual e místico, mas nem sempre diz o que sabe. Sente-se inclinado a gastar muito tempo classificando o mistério da vida, que ele percebe. Ele acha as pessoas difíceis de compreender. Numa encarnação passada talvez tenha estudado uma religião ou filosofia, pois, embora não possa explicar como sabe tudo que sabe, tem um profundo senso instintivo do verdadeiro significado da vida.

Entretanto, com tudo que sente, ele ainda experimenta conflitos entre sua harmonia cósmica e sua habilidade em se integrar com o resto da sociedade. Ele pode ser muito criativo se lhe for permitido fazer as coisas à sua maneira. Um de seus maiores problemas é aprender a parar de duvidar de si mesmo. Estudos do Misticismo Oriental, que comprovam o senso de não-envolvimento que ele sente, podem ajudá-lo a acreditar mais em si mesmo.

Ele está vivendo um Carma contínuo de aprender a não duvidar de si mesmo. Através do uso de sua mente superior, ele pode evitar todos os possíveis complicados detalhes que podem afastá-lo da essência de sua verdade.

Ele não gosta de julgar pessoas ou condições, pois sabe que nada do que pensa é realmente uma conclusão, mas simplesmente um caminho para outra ideia. A dificuldade aqui é que ele tende a não ter discriminação e lhe é difícil manter sua vida e as pessoas que fazem parte dela organizadas em sua mente. Sendo seu propósito mais universal do que pessoal, ele precisa de pessoas práticas e racionais em sua vida que ajam como estabilizadores.