quarta-feira, 8 de junho de 2016

Planetas nas Casas da Revolução Solar: Considerações Finais, por Alexandre Volguini.

Não devemos crer que os planetas nas Casas não tenham outras significações que não aquelas que acabamos de dar nesta relação. Como cada tema horoscópico, mapa da Revolução Solar é um único todo orgânico e, se é possível estabelecer a lista dos significados mais comuns de cada fator astrológico, é impossível avaliar de antemão o conjunto de todas as repartições possíveis dos astros que dominam as indicações isoladas, assim como uma síntese se situa sempre acima dos dados analíticos. Por outro lado, as posições dos planetas nas Casas anuais permanecem subordinadas às sobreposições das Casas e, na interpretação, é preciso sempre seguir a ordem desta obra, isto é:

a) determinar, em primeiro lugar, a tonalidade do ano de acordo com a Casa natal em que se encontra o Ascendente anual, levando em consideração o signo zodiacal; ao proceder a essa determinação, é útil estudar, ao mesmo tempo, todas as indicações dadas pelo regente do Ascendente e pelos planetas que ocupam a I Casa; quando o regente do Ascendente anual é desprovido de aspectos consideráveis, parece ter mais influência sobre o plano moral e psíquico que sobre as áreas concretas e práticas dos acontecimentos (na maioria dos casos, pode-se deduzir a possibilidade de uma evolução filosófica, religiosa ou política, de um processo de interiorização caracterizado);

b) proceder à análise análoga da orientação do Meio-do-Céu da Revolução em relação ao tema natal, levando em consideração todos os fatores planetários ligados a esse ângulo;

c) estudar, da mesma maneira, as Casas anuais que se sobrepõem ao Ascendente e ao Meio-do-Céu do horóscopo, assim como todas as Casas da Revolução que sejam importantes pela aglomeração dos planetas; como no tema natal, a concentração dos planetas em qualquer Casa da Revolução Solar acentua a importância dessa Casa. A presença de vários planetas na I Casa anuncia uma grande atividade pessoal ou uma vida interior intensa; na II, esse agrupamento acentua a importância das questões financeiras; na III e na IX, inclina para as viagens etc; e

d) examinar, em último lugar, todas as outras sobreposições das Casas e as indicações fornecidas pela presença dos planetas nas Casas. Por outro lado, quanto mais planetas angulares existem no tema da Revolução Solar, mais esta última parece importante.