domingo, 5 de junho de 2016

Revoluções Solares: A sobreposição da Casa II anual nas casas natais, por Alexandre Volguini.

A II Casa anual na I natal indica ganhos que dependem do sujeito, de sua saúde, de suas ações, de seu livre-arbítrio etc. Num tema afligido, é indício da redução da liberdade individual como consequência de finanças insatisfatórias ou de negócios pecuniários muito absorventes.

A II na II reforça as indicações do tema natal e cria um ano favorável para a sua realização; ver, por conseguinte, as possibilidades indicadas pelo mapa de nascimento.

A II na III prenuncia os ganhos dependentes dos, ou ligados aos, deslocamentos, transportes, escritos, irmãos, irmãs ou outras coisas indicadas por essa Casa, assim como os ganhos provenientes de ocupações intelectuais.

A II na IV corresponde, seja à mudança de locais ou condições em que se trabalha, seja ao "final" de um empreendimento ou emprego (por conseguinte, ao "final dos ganhos", com os maléficos, evidentemente), seja, por último, aos ganhos que dependem dos parentes ou das propriedades.

A II na V configura boa ou má posição para as especulações. Ganhos de alguma forma relacionados, ou com os prazeres, ou com a arte, ou com a instrução (pois a V Casa é a Casa das escolas e da instrução). Algumas vezes, essa sobreposição com os benéficos, ou planetas bem colocados, parece favorecer a sorte com o dinheiro, em geral, e na loteria, em particular; mas, para afirmar-se com certeza, é necessário que a V Casa anual esteja bem-disposta. Contudo, devemos sempre ser prudentes nas deduções caso a V Casa anual ou radical seja desfavorável ou esteja regida por Marte, Saturno, Urano e Netuno.

A II na VI é frequentemente indício de uma falha qualquer nos ganhos, seja porque o sujeito tem a possibilidade de ganhar mais do que ganha, seja porque, pelo contrário, seus ganhos são insatisfatórios em função de circunstâncias desfavoráveis. Se essa Casa contém um maléfico, é possível temer a ocorrência de uma verdadeira crise financeira, assim como o comprometimento de uma situação, em virtude de uma má administração. Bem situada, essa configuração marca os ganhos provenientes de um emprego subordinado. Pode-se dizer, de maneira geral, que essa sobreposição é mais propícia para os empregados do que para as pessoas com uma situação independente. É observada muitas vezes nas pessoas jovens que começam a trabalhar pela primeira vez em sua vida, isto é, em pessoas que têm seu primeiro trabalho remunerado.

A II na VII prenuncia os ganhos que dependem das associações, dos negócios coletivos ou ainda dos contratos. Com os benéficos, essa sobreposição pode levar a apoios financeiros de que o sujeito tem necessidade; com os maléficos, é" preciso temer as rupturas de contrato ou alguma perda devida a outrem. É possível dizer facilmente que essa sobreposição relaciona-se com os ganhos do cônjuge.

A II na VIII os maléficos parecem ser particularmente perigosos com esta sobreposição, já que sua influência é aumentada pela oposição entre a II Casa anual e sua posição natal; há a ameaça, com essa oposição, de "morte dos ganhos", isto é, da perda do emprego, do desemprego ou da falência. Bem disposta, esta Casa parece, pelo contrário, corrigir os defeitos da II natal.

A II na IX frequentemente indica ganhos que de alguma forma dependem de leis, de regulamentos ou ainda de viagens. Às vezes, essa sobreposição refere-se a dinheiro proveniente de lugar longínquo ou colocado em ações ou rendas estrangeiras.

A II na X é geralmente favorável para os resultados financeiros das ocupações do sujeito.

A II na XI prenuncia que os ganhos exigem o auxílio de amigos e de relações ou dependem, de alguma maneira, deles. Bem situada, é um bom sinal de realização, no decorrer do ano, das ambições financeiras do sujeito. Algumas vezes, trata-se do indício de um empréstimo advindo de amigos ou dirigido a estes pelo sujeito.

A II na XII só é favorável para os ganhos provenientes de ocupações que exigem o isolamento ou segredo (como a dos policiais ou das enfermeiras) ou que dependem do ocultismo ou das sociedades secretas; mesmo estes casos só são favorecidos se essa sobreposição for sustentada pelos benéficos ou pelos planetas bem-situados. Em geral, é indício de ganhos medíocres e não satisfatórios para o nativo. Algumas vezes, é indício de uma situação difícil em virtude de pesados encargos ou dívidas.