quinta-feira, 9 de junho de 2016

Astrologia e Anatomia, por Catherine Aubier


Segundo a tradição astrológica, cada parte do corpo, assim como as doenças que a ela se relacionam, está em analogia com um signo do zodíaco. Essa codificação se faz de cima para baixo, e na ordem dos doze signos, como a seguir:

Aries está relacionado com a cabeça.
Touro, com o pescoço e a garganta.
Gêmeos, com os pulmões e os braços.
Câncer, com o estômago.
Leão, com o coração.
Virgem, com os intestinos.
Libra, com os rins.
Escorpião, com o sexo.
Sagitário, com os quadris e as coxas.
Capricórnio, com os joelhos.
Aquário, com os tornozelos.
Peixes, com os pés.

Hoje em dia, essa classificação ainda é utilizada, mas enriqueceu-se de numerosas nuanças, que não respeitam mais sistematicamente a ordem vertical do corpo humano, mas integram, em compensação, o simbolismo planetário. Assim, consideram-se da seguinte maneira os "pontos fracos" dos doze signos do zodíaco:

Aries tem tendência a enxaquecas, nevralgias faciais, congestões, febres, inflamações diversas; a cabeça é compreendida em sentido próprio, mas também no de uma eventual fragilidade dos órgãos que contém, em particular o cérebro. A expressão "perder a cabeça" adquire aqui todo o seu sentido.

Touro é frágil no que diz respeito ao nariz, à garganta e aos ouvidos, e encontra-se exposto a todas as doenças suscetíveis de lesar esses órgãos. (Note-se que alguns relacionam o nariz mais precisamente ao signo de Escorpião.)

Gêmeos tem como ponto fraco o sistema nervoso e o aparelho respiratório.

Câncer sofre de problemas digestivos; a mulher desse signo tem como ponto fraco os seios (tal como a mulher que tem a Lua em Câncer).

Leão tem como zonas sensíveis o coração, a coluna vertebral e os olhos (a vista).

Virgem, de temperamento nervoso, está sujeito a problemas de origem espasmódica e a contrações, sofrendo de dores musculares e intestinais: colite, aerofagia...

Libra é sempre frágil nos rins, tanto no próprio órgão como na zona lombar.

Escorpião está sujeito a ter problemas com os órgãos genitais, a bexiga e todas as doenças sexualmente transmissíveis.

Sagitário diz respeito aos quadris e às coxas, e às funções hepáticas — risco de ciática.

Capricórnio é frágil no que se refere à ossatura, à pele e aos dentes (de fato, seus aborrecimentos parecem derivar de problemas de desmineralização, como, por exemplo, a má assimilação do cálcio).

Aquário está exposto aos problemas circulatórios, assim como à anemia e aos desequilíbrios na composição do sangue.

Peixes tende a ter problemas nas extremidades dos membros e no sistema linfático. (Ver Saúde.)